Cinco terminais pesqueiros devem ser privatizados
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,200 (0,72%)
| Dólar (compra) R$ 5,63 (0,59%)

Imagem: Pixabay

PESCA

Cinco terminais pesqueiros devem ser privatizados

Concessões à iniciativa privada devem acontecer em 2021
Por: -Eliza Maliszewski
96 acessos

O Ministério da Agricultura publicou nesta segunda-feira (3), o decreto que qualifica cinco terminais pesqueiros públicos no âmbito do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI). Segundo o Diário Oficial da União devem ser concedidas as estruturas de Natal (RN), Aracaju (SE), Vitória (ES) e os de Santos e de Cananéia (SP).

Procedimentos licitatórios serão viabilizados para a concessão que tem expectativa ser concluída até o fim do ano de 2021. Com a entrada na iniciativa privada  a ideia é realizar investimentos necessários para os terminais entrarem em pleno funcionamento de forma regular.

Os terminais pesqueiros públicos (TPP) são estruturas físicas necessárias para as atividades de movimentação e armazenagem de pescado, entreposto de comercialização, beneficiamento e apoio à navegação de embarcações. A área pode compreender instalações como ancoradouros, docas, cais, pontes e píeres de acostagem, terrenos, armazéns frigorificados, edificações e infraestrutura de proteção e acesso aquaviário.

Atualmente, já estão na carteira do PPI para o processo de desestatização os terminais de Cabedelo (PB), Belém (PA) e Manaus (AM).

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink