Clima favorável no Brasil derruba soja em Chicago
CI
Imagem: Nadia Borges
PREÇOS

Clima favorável no Brasil derruba soja em Chicago

Como destaque, ocorreu um encontro virtual entre os presidentes da China e dos Estados Unidos
Por: -Leonardo Gottems

Na Bolsa de Chicago, a soja fechou em queda por clima favorável no Brasil, mas a firmeza do óleo impediu queda maior, de acordo com informações que foram divulgadas pela TF Agroeconômica. “O contrato de janeiro22 da soja em grão fechou em queda de 0,40% ou 5,0 cents/bushel  a $ 1252,25; o contrato de maio22, importante para as exportações brasileiras, fechou também em queda de 0,35% ou 4,50 cents/bushel a $ 1273,0. O contrato de dezembro do farelo de soja fechou em queda de 0,91% ou 3,4/t curta a $ 368,3.  O contrato de dezembro de óleo de soja fechou em alta de 1,58% ou $ 0,92/libra-peso a $ 59,12”, comenta. 

“O mercado de soja terminou em queda. O clima favorável no Brasil aumentou as perspectivas de uma temporada histórica.  Como  destaque,  ocorreu  um  encontro  virtual  entre  os  presidentes  da  China  e  dos  Estados  Unidos,  que embora tenha sido uma aproximação, não surgiram notícias relevantes sobre o comércio. No entanto, as perdas foram limitadas por novas vendas externas diárias dos EUA de  0,16 milhão tons. A firmeza do óleo  de soja funcionou de maneira semelhante”, completa. 

Os preços da soja de Dalian No2 estiveram mais fortes na segunda-feira, de volta a 4.097 yuans / MT (~ $ 17,44 / bu), após uma breve queda de 3 dias abaixo de 4.400. “Os  preços  da  soja  nº  1,  mais  ativamente  negociados,  também estiveram firmes na segunda-feira. Com preço de 6.423 yuans / MT (~ $ 27,33 / bu), o  feijão nº 1 ficou um pouco abaixo do recorde histórico (6.486) impresso em 5 de novembro. Os dados do gráfico de barras vão até 2004”, indica. 

“Os preços canadenses da canola registraram nova alta na segunda-feira, chegando a 1.019 CAD / MT (janeiro). O USDA relatou uma grande venda de soja de 161.000 toneladas esta manhã para destinos desconhecidos. Os dados do NASS Crop Progress mostraram que 92% dos grãos de soja dos EUA foram colhidos em 14/11. Isso subiu de 87% na semana passada e 1 ponto abaixo do ritmo médio”, conclui. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.