Cocamar bate recorde de recebimento de soja

Imagem: Marcel Oliveira

RECORDE

Cocamar bate recorde de recebimento de soja

O último recorde registrado da cooperativa foi em 2017, quando recebeu 1,17 milhão de toneladas de soja
Por:
3511 acessos

Com praticamente 80% das lavouras de soja colhidas até o final da última sexta-feira (13) nos estados do Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul, a Cocamar termina a semana registrando o recebimento de mais de 1,18 milhão de toneladas de soja. O último recorde registrado da cooperativa foi em 2017, quando recebeu 1,17 milhão de toneladas de soja.

A previsão da cooperativa é operar neste ano com 1,8 milhão de toneladas de soja, das quais 1,5 milhão depositadas por produtores cooperados. Os restantes serão adquiridos de terceiros.  

De acordo com o Superintendente de Relação com o Cooperado, Leandro Teixeira, o número de recebimento só reforça o grande trabalho que a Cocamar faz para que o cooperado cresça junto com a cooperativa. “A Cocamar trabalha todos os dias para que recordes como esse sejam comuns e sempre superados. Esse resultado nos mostra que não só a cooperativa está superando uma meta, mas que o cooperado está aumentando sua produtividade e isso é o nosso maior objetivo”, disse.

De acordo com o departamento técnico, a média geral de produtividade, de 3.286 quilos por hectare, tem ficado acima do volume que estava sendo estimado, de 3.203 quilos/hectare, como resultado do ciclo de clima favorável.

Como a colheita da safra deve perdurar até o início de abril em algumas regiões onde os ciclos são naturalmente mais tardios, a expectativa é atingir o número almejado – que reflete o ano de clima favorável e produtividade acima do esperado. Levantamento realizado no início da semana passada com dados fornecidos por todas as unidades operacionais no Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul, revelou uma média de 3.286 quilos de soja por hectare, contra os 3.203 quilos/hectare projetados.

Do montante entregue até sexta-feira, 512 mil t foram transportadas em sistema de transbordo a partir de unidades operacionais nas diversas regiões para o complexo graneleiro e industrial da cooperativa em Maringá, o que equivale a mais de 17 mil cargas rodoviárias. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink