Cocamar faz 50 anos com expectativa de faturar R$ 2,5 bi
CI
Agronegócio

Cocamar faz 50 anos com expectativa de faturar R$ 2,5 bi

Cooperativa deve ampliar estruturas
Por:
Cooperativa deve ampliar estruturas e quer atrair mais cooperados no Norte do Paraná em 2013

"Uma jornada cheia de sucessos e tropeços." Foi assim que o presidente da Cocamar, Luiz Lourenço, definiu os 50 anos da Cooperativa Agroindustrial de Maringá, comemorados na última quarta-feira.

Atualmente, a Cocamar é considerada uma das cooperativas mais industrializadas do País, com 11,4 mil cooperados e um faturamento de R$ 2,360 bilhões em 2012. Uma imagem bem diferente do começo das atividades, em 1963, quando um grupo de cafeicultores decidiu se unir para enfrentar a crise de preços do café.


Como lembrou Lourenço, outros obstáculos surgiriam no caminho da cooperativa ao longo dos anos, "como os planos econômicos da década de 1980 e o lançamento do plano real, que congelou os preços mas manteve os juros da grande inflação", destacou.

De acordo o presidente, mesmo com tais "tropeços", a cooperativa soube aproveitar os bons momentos, que culminaram no atual patamar. O "tiro" certeiro foi a diversificação de culturas, que começou no final da década de 1960, com a inclusão do algodão. Mais tarde chegaria a soja, produto decisivo no crescimento da cooperativa e que hoje corresponde a 40% do faturamento.

Além da oleaginosa, a Cocamar também recebe e processa milho, trigo, café e laranja, e tem 70% de sua atuação concentrada na região Noroeste do Paraná. Já o Norte do Estado, que corresponde a 22% da atuação da cooperativa, é uma região com grande potencial para aumento do número de cooperados, segundo Lourenço. "A gente faz um trabalho consistente com o produtor, com rateio no fim de ano, agrônomos etc. Acho que esse trabalho vai atrair mais gente, principalmente, na região Norte", afirmou.


Para o futuro, o presidente da cooperativa também espera a ampliação de estruturas, o que pode aumentar o recebimento de produtos. "Ampliando as estruturas, melhora o recebimento na safra, fica mais rápido. O fluxo é grande e não podemos deixar produtores esperando na fila", declarou.

Lourenço também estima mais investimentos no setor de varejo, que responde por 25% do faturamento da cooperativa. "A ideia não é lançar novos produtos, mas buscar maior volume de vendas nesse setor, que é muito importante para a Cocamar."

Os planos visam atingir as projeções da cooperativa de chegar a um faturamento de R$ 2,5 bilhões até o final de 2013 e passar a casa dos R$ 3 bilhões até 2015.

Metas que o presidente da Cocamar não considera difíceis de serem atingidas e que podem até ser superadas, já que ele considera o cenário atual do agronegócio "o melhor possível, com crescente demanda mundial e bons preços. Não tem do que reclamar, tem que trabalhar", concluiu.

Cooperativa deve ampliar estruturas e quer atrair mais cooperados no Norte do Paraná em 2013
?
Detect language » Portuguese


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.