Colheita traz queda nos preços da soja
CI
Imagem: Expodireto Cotrijal
COTAÇÕES

Colheita traz queda nos preços da soja

O Paraná tem dia mais positivo, enquanto o interior sobe bem
Por: -Leonardo Gottems

A colheita da soja voltou no estado do Rio Grande do Sul, com a pausa das chuvas, e isso trouxe queda nos preços e ausência nos negócios, de acordo com informações divulgadas pela TF Agroeconômica. “Após mais de uma semana sem colheita trabalho retorna nesta sexta-feira, colada com o fim de semana, mas, embora a situação do campo tenha melhorado, o mesmo não pode ser dito sobre o mercado que segue bastante fragilizado e marcando consistentes quedas dia após dia, aspecto que se relaciona especialmente com a preocupação internacional causada pelas medidas norte americanas de controle inflacionário”, comenta.

“No interior, após uma quinta sem recuos, o que poderia indicar uma pequena reversão, sexta frustra mais um pouco e marca mais retornos. Com Chicago caindo 1,31% anulou a alta de 1,17% do dólar e os preços recuaram: Ijuí, Cruz Alta e Santa Rosa perderam 0,51%, valor equivalente a R$ 1,00/saca e foram a R$ 194,00”, completa.

Os preços se encontram estáveis em Santa Catarina, sem nada de negócios. “Em SC a rotação segue baixa, ainda existe muita preocupação com a colheita que volta a avançar bem, enquanto o mercado, por outro lado, não evolui de forma alguma, com o produtor buscando preços muito mais altos do que o comprador está disposto a pagar. De fato, a queda de preços desta última semana é muito especulativa, se relaciona muito com aspectos externos como o corte de consumo na China, a continuidade da guerra russo-ucraniana e os juros norte-americanos. Portanto, muitos esperam por melhores momentos para vender seus volumes, onde a realidade das produções inferiores deve elevar os preços”, indica.

O Paraná tem dia mais positivo, enquanto o interior sobe bem. “Ponta Grossa se destaca menos no dia de hoje, mas ainda sobe R$ 2,00/saca, se aproximando um pouco mais do porto novamente, o motivo, no entanto se relaciona mais com a demanda interna de óleo e farelo. As demais posições, por sua vez, avançam muito bem, com Cascavel, Maringá e Ijuí marcando altas respectivamente 3,49%, valor equivalente a R$ 6,00/saca, 3,49%, novamente valor equivalente a R$ 6,00/saca e 2,91%, valor equivalente a R$ 5,00/saca”, conclui.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.