TECNOLOGIA

Com automação, fazenda será comandada de qualquer lugar

Produtores americanos já se interessam por máquinas não tripuladas e robôs que estão em teste
Por: -Leonardo Gottems
239 acessos

As máquinas e equipamentos agrícolas apesar de terem crescido muito nos muitos anos, ficarão menores e toda a atividade agrícola de uma fazenda poderá ser controlada de qualquer lugar em função da automação. É o que descreve um artigo da revista norte-americana Successful Farming.

A reportagem cita o relatório Agricultural Robots and Drones 2017-2027, que diz que ideia de maquinário gigante para aumentar a produtividade perderá força nos próximos anos com uso de máquinas autônomas e robôs. Os robôs agrícola se moveriam lentamente, com atenção maior às plantas com peso baixo e compactação menor do solo – isso aumentaria a produtividade individual. Esses robôs ainda não foram lançados comercialmente, mas já estão sendo testados.

A grande mudança deve acontece na administração da propriedade. Em vez de dirigir máquinas, elas serão controladas de forma remota, em qualquer lugar do mundo com acesso à internet. Segundo a pesquisa da Case IH feita nos Estados Unidos, metade dos produtores que fizeram testes usariam equipamentos não tripulados para atividades como preparo da terra, mas no caso do plantio foi menor. “Os produtores não se sentem confortáveis colocando tudo em veículo totalmente autônomo porque essa ação no plantio é decisiva para toda a safra”, afirmou Leo Bose, gerente de marketing e colheita da Case IH nos Estados Unidos.

Há especialistas que, por outro lado, não acreditam nessas mudanças na agricultura, pelo menos no curto prazo. “Uma tecnologia autônoma vai substituir totalmente o trabalho dos produtores? Eu não acredito nisso, mas esses veículos sim terão mercado no setor agrícola. Elas ajudarão os produtores a serem mais eficientes”, disse Mark Young, CEO da empresa The Climate Corporation.

O produtor Jyler Laird, de Indiana, gostaria de comprar robôs o quanto antes para sua fazenda de 700 hectares. “Eu opero a propriedade sozinho. Eu preciso dessa tecnologia porque realmente não posso contratar ninguém. Além disso, é impossível encontrar alguém que trabalhe por 24 horas durante três ou quatro dias seguidos. Me parece que o investimento será barato”, resumiu o produtor.


 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink