Com menor área de mandioca, oferta deve ser menor em 2022
CI
Imagem: Marcel Oliveira
PROJEÇÃO

Com menor área de mandioca, oferta deve ser menor em 2022

Os aumentos dos custos de produção e dos arrendamentos também foram fatores negativos para a atividade
Por: -Aline Merladete

A recuperação tardia nos preços da mandioca frente aos valores de culturas concorrentes em área e os problemas climáticos durante o plantio reduziram a atratividade da mandiocultura e afetaram a área que havia sido implantada em meados de 2021.

De acordo com os dados do Cepea, os aumentos dos custos de produção e dos arrendamentos também foram fatores negativos para a atividade. Com isso, a área plantada com mandioca apresentou significativas quedas em 2021, depois de já ter tido redução em 2020, especialmente no Centro-Sul do Brasil. Sem grandes expectativas em relação à produtividade, sobretudo porque a cultura pode receber menos investimentos de produtores, a oferta de mandioca para as indústrias de fécula e de farinha pode ser mais restrita em 2022. O IBGE estima que a área plantada em 2021 deve cair 4,1% no Brasil, totalizando 1,3 milhão de hectares.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.