Comércio internacional preocupa produtores de Lucas R. Verde
CI
Agronegócio

Comércio internacional preocupa produtores de Lucas R. Verde

China dá sinais de que vai comprar menos
Por:
O próximo ano deve ser de preocupação para os produtores de Lucas do Rio Verde principalmente pela incerteza transmitida pelo comércio exterior. "O ano que se aproxima nos deixa extremamente preocupados em função da crise enfrentada pelos países europeus que desaceleraram drasticamente. A China também dá sinais de que vai comprar menos e isso nos deixa bastante apreensivos", explicou, ao Só Notícias/Agronotícias, o presidente de Sindicato dos Produtores Rurais, Júlio Simpack.


A exportação do milho é uma das preocupações do setor, que prevê boa produtividade. No entanto, os preços previstos internacionalmente não são satisfatórios já que os custos de produção também cresceram. "Registramos um plantio recorde em uma janela muito boa e, como o preço do mercado internacional caiu bastante, vai ficar realmente afastado. Então, já estamos buscando ações, diálogo com governo para que faça leilões", destacou.

A melhora na produtividade, segundo Simpack, surge no período de plantio, que ocorre ainda em período chuvoso. "Vai ter um aumento muito grande porque vamos plantar tudo até final de fevereiro, nas chuvas, e ano passado o plantio foi até março", disse. Apesar da preocupação de ter um ano de muitas dificuldades, Simpack acredita que os produtores não chegarão a atuar no vermelho devido as vendas antecipadas do produto. "Cerca de 50% da safra foi vendida. Se o produtor não fosse fazer essa venda antecipada, seria mais difícil", previu.


A área estimada para o plantio do grão no município não foi confirmada, no entanto, a expectativa é que a produção seja de 80 sacas por hectare.

A incerteza é cenário oposto do vivido neste ano, avaliado como positivo pelo agricultor. "Apesar do governo ter feito pouco, nós conseguimos aliviar consideravelmente as dívidas agrícolas. A excelente produtividade tanto do milho como da soja aliada aos preços elevados fez com que 2011 fosse muito bom para nós", finalizou.

De acordo com o boletim do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), divulgado na última semana, a estimativa de área plantada na safra 2011/2012 do milho é de aproximadamente 2 milhões de hectares no Estado, com produção de 8,9 milhões de toneladas. No acompanhamento de comercialização, cerca de 47,5% do total da produção foi vendida antecipadamente até mês passado.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.