Como vem a safra de soja?
CI
Imagem: Marcel Oliveira
PROJEÇÃO

Como vem a safra de soja?

Semeadura de soja no Brasil alcançou 92,6% da área estimada
Por: -Leonardo Gottems

A safra brasileira de soja 2021/22, aponta levantamento da Consultoria DATAGRO, está confirmando o aumento da área e manutenção da produção conforme as intenções de plantio divulgadas em julho deste ano. Os trabalhos de semeadura estão próximos do encerramento, em meio “uma ‘gangorra climática’ que está causando preocupações”, segundo a AgResource Brasil.

Em relação à área plantada da oleaginosa, aponta a DATAGRO, o Brasil passou de 39,05 milhões de hectares em 2020/21 para 40,48 mi de ha nesta temporada, aumento de 3,7% – no levantamento de julho, a DATAGRO apontava para 40,57 mi de ha, redução de apenas 0,2%. “Dessa maneira, o produtor brasileiro está aumentando a área plantada com soja no País pelo 15º ano consecutivo, em linha com o observado em 2020”, destaca Flávio Roberto de França Junior, coordenador de Grãos da DATAGRO.

No que diz respeito à produção, afirmam os analistas da Consultoria, estima-se 142,63 milhões de toneladas, um pouco menos do que as 142,77 mi de t previstas em outubro e as 144,06 mi de t projetadas em julho. Em caso de confirmação, esse volume ainda seria 4,1% superior à safra recorde colhida em 2021 – 136,96 mi de t.

PLANTIO

Levantamento realizado pela DATAGRO até o dia 26 de novembro mostra que a semeadura de soja no Brasil alcançou 92,6% da área estimada, avanço de 4,9 pontos percentuais ante a semana anterior: “Esse ritmo semanal ficou abaixo dos 6,3 p.p. em igual momento de 2020 e dos 8,9 p.p. da média dos últimos 5 anos, no entanto, no acumulado, segue com recorde absoluto para o período: na mesma data do ano passado o plantio havia atingido 88,1%; na média plurianual, 85,1%”.

Enquanto o Norte, Centro-Oeste e Nordeste registram chuvas acima da média, o Sul e partes do Sudeste do Brasil apresentam chuvas abaixo do normal para o período, aponta a AgResource Brasil. 

“De acordo com o Centro de Previsão do Clima (CPC) da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional dos Estados Unidos (NOAA), de 31 de outubro a 29 de novembro, algumas áreas de Mato Grosso tiveram umidade de até 270 milímetros acima da média para o período. Já em algumas áreas centrais do Rio Grande do Sul e do oeste do Paraná, as precipitações ficaram até 90 milímetros abaixo do normal”, apontam os analistas.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.