Companhia de SC afirma que problemas com suínos estão sob controle
CI
Agronegócio

Companhia de SC afirma que problemas com suínos estão sob controle

Por: -Admin

A Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc) considera que a doença de Aujeszki, um mal que afeta o sistema nervoso, respiratório e reprodutivo dos suínos e principalmente dos leitões, está sob controle no território catarinense. Enquanto o abate é de mais de 6 milhões de cabeças por ano, menos de 40 mil tiveram que ser eliminadas por apresentarem testes sorológicos positivos.

Os animais foram incluídos no Programa de Erradicação e Controle da Doença, que prevê a indenização dos produtores, e mesmo assim puderam ser consumidos normalmente. O mal de Aujeszki não atinge o homem e muitos suínos adultos conseguem sobreviver à doença.

Pelos cálculos das equipes de controle sorológico da Cidasc, não há mais focos da doença na região de Chapecó, uma das principais produtoras do Estado. Há casos, no entanto, nas regiões de Concórdia (principal produtora), Xanxerê e Itapiranga. "Precisamos continuar trabalhando, mas nessa época do ano e nessa altura do programa, que foi iniciado no ano 2000, há bem menos focos", disse o responsável pelo programa de erradicação da doença em Chapecó e região, Antonio Luiz Bressan.

Segundo ele, há três estratégias de controle da doença: a eliminação dos focos, a vacinação e a vacinação com eliminação dos focos. O Estado optou pela terceira forma, considerada mais avançada e usada nos principais países produtores de suínos. Alguns países importadores, como África do Sul, Uruguai e Rússia - o principal comprador do produto brasileiro - exigem que a carne adquirida tenha certificado de que está livre da Aujeszki. Os concorrentes, por outro lado, mantém um programa avançado de erradicação da doença. Estados Unidos e Canadá estão praticamente livres da doença e podem inclusive transforma-la em barreira sanitária.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.