Compradores de soja chineses seguem esperando
CI
Imagem: Divulgação
OLEAGINOSA

Compradores de soja chineses seguem esperando

No mercado à vista, houve rumores de algumas recompras no Brasil
Por: -Leonardo Gottems

Os industriais chineses permaneceram quietos nesta segunda-feira, pois o feriado do Ano Novo Lunar está se aproximando, segundo o que afirmou a TF Agroeconômica. “Algum interesse de compra continuou a ser relatado para novas safras brasileiras para embarques em abril e em diante. As ofertas para o embarque de soja brasileira em abril foram relatadas em 138 c/bu sobre os futuros de maio, contra as ofertas indicadas em 142-145 c/bu sobre os mesmos futuros”, comenta a consultoria. 

“O marcador APM-6 CFR China para a opção mais barata de embarque em março foi avaliado em 4 c/bu inferior a 150 c/bu sobre o futuro de março, equivalente a $ 553/t, queda de $ 2,50/t em relação à avaliação anterior. Para os grãos dos EUA, os prêmios ficaram estáveis com o embarque de outubro do Golfo, oferecido a 273 c/bu em relação ao novembro futuro, mas nenhuma oferta firme foi relatada”, completa. 

No mercado à vista, houve rumores de algumas recompras no Brasil, mas nada que pudesse ser confirmado e fevereiro agora não é mais falado. “Os prêmios de março com base no FOB Paranaguá foram um pouco  mais  fracos -  indo na  contramão dos  futuros mais  flexíveis  ao  lado  de  um  complexo  de  futuros enfraquecidos. O papel de março foi oferecido a 3.037 c/bu em relação ao  março  futuro  e  foi  avaliado  a  $  510,75/t  FOB Paranaguá”, indica. 

Na questão dos subprodutos, a Índia reduziu o imposto de importação dos óleos de palma  para 27,5% e de soja  para 35%. “Desde  2  de  fevereiro,  o  AIDC  foi  imposto  a  uma  ampla gama  de  bens,  incluindo  álcool,  ouro,  prata,  gasolina  e diesel,  bem como  uma gama de  produtos agrícolas para arrecadar  fundos  para  impulsionar  o  investimento  no setor  agrícola  da  Índia,  disse  a  ministra  das  Finanças Nirmala  Sitharaman  em  seu  discurso  anual  sobre orçamento”, conclui. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink