Conab aumenta estimativa de produção de trigo

MAIS REAL

Conab aumenta estimativa de produção de trigo

A pouco menos de 30 dias do início da colheita, com muitas das lavouras já bem definidas
Por: -Leonardo Gottems
334 acessos

O relatório mensal de acompanhamento das safras, divulgado nesta quinta-feira pela Conab, registra um aumento de 4,28% na estimativa da produção de trigo brasileiro para a safra 2018/19. No mês de julho a estimativa de produção feita pelo órgão estatal era de 4.901,6 mil toneladas e, no seu relatório de agosto, a estimativa subiu para 5.113,8 mil toneladas, apesar das quebras já reconhecidas pelo mercado para as safras do norte do Paraná, de São Paulo e de Minas Gerais.

De acordo com o analista da T&F Consultoria Agroeconômica, Luiz Fernando Pacheco, o que se percebe é que os números dos principais analistas de trigo do Brasil começaram altos e foram sendo reduzidos à medida que as safras foram se desenvolvendo e os problemas aparecendo (método usado pelo USDA, por exemplo). 

“Já o método de trabalho da Conab é o inverso: começou por baixo, usando a média histórica dos últimos 5 anos, sem levar em consideração o potencial produtivo do ano, com uma estimativa igual à do ano anterior e foi crescendo à medida que a safra foi apresentando resultados. Neste momento, a pouco menos de 30 dias do início da colheita, com muitas das lavouras já bem definidas, as duas vertentes tendem a se encontrar”, diz Pacheco. 

A estimativa da T&F Consultoria Agroeconômica, por exemplo, começou em 5,5 milhões de toneladas, com potencial para 6,0 MT, dependendo dos resultados da safra no RS. No mês passado, o analista Luiz Fernando Pacheco tinha reduzido sua estimativa para 5,35MT. 

“Tão logo saiu hoje o relatório da Conab recebemos uma mensagem de um analista do exterior nos perguntando se concordávamos ou não comos números da Conab. Respondemos que estão, agora, bem mais parecidos com os nossos, que a única discordância seria a estimativa de produção do RS que, em nosso entender, poderá ter melhorado a sua produtividade devido às chuvas constantes que caíram no estado e que poderão aumentar a sua produtividade”, conclui. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink