Confira como estão os preços do milho
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,782 (-0,26%)
| Dólar (compra) R$ 5,38 (2,78%)

Imagem: Marcel Oliveira

COTAÇÕES

Confira como estão os preços do milho

Em Santa Catarina, os preços do milho os preços subiram um real/saca
Por: -Leonardo Gottems
506 acessos

De acordo com a T&F Consultoria Agroeconômica, os preços do milho preços recuaram em média R$ 1,00/saca no estado do Rio Grande do Sul. “Mercado continua bem aquecido e com negócios acontecendo ao redor de R$ 59,50/saca, no mercado spot, entrega setembro e pagamento com 15 dias. Continua chegando mais milho do PR e do MS, mas a preocupação com a exportação ainda está no radar, aumentado pela alta de 1,2% do dólar nesta segunda-feira, que poderá enxugar os estoques do mercado”, comenta. 

Em Santa Catarina, os preços do milho os preços subiram um real/saca nesta segunda-feira. “Os preços do milho local mantiveram-se a R$ 61,00 no Alto Vale do Itajaí e em Campos Novos, R$ 58,00 em Canoinhas e Chapecó.  Em Concórdia e Joaçaba os preços subiram mais um real/saca para a R$ 64,00. Em Mafra subiram R$ 0,50/saca R$ 61,00/saca”, informa. 

No Paraná, os preços começam a semana subindo mais um real/saca nesta segunda-feira. “No Paraná os preços começam a semana subindo mais um real/saca na média.  No mercado de balcão os produtores paranaenses recebem entre R$ 43,50 e R$ 56,00/saca, como mostra nossa tabela 1, acima.  Já no mercado de lotes, os negócios no spot praticamente desapareceram, com pouquíssimas ofertas. Nos Campos Gerais, região de Ponta Grossa, mercado de lotes spot subiram mais 1 real/saca para R$ 55,00 posto fábricas, para entrega e pagamento em setembro, mas com vendedores cada vez mais retraídos”, completa. 

“No Mato Grosso do Sul o Relatório Granos registra que 57% das 10,88 milhões de toneladas estão colhidas, das quais também 56,30% estão comercializadas até o momento. Os preços ficaram ao redor de R$ 44,50 em Caarapó, R$ 50,00 em Chapadão do Sul, R$ 51,0 em Dourados R$ 50,00 em Maracaju, R$ 49,00 em Mundo Novo, R$ 50,00 em Ponta Porã e R$ 50,50 m Sidrolândia. No Mato Grosso, estudos do IMEA registram que pode-se ver perfeitamente os efeitos da BR-163: Com o encerramento da colheita de milho da safra 2019/20, os transportes aos portos  para exportação aumentaram nos últimos  meses em Mato Grosso”, conclui. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink