Confira os preços do milho no Brasil
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,090 (1,09%)
| Dólar (compra) R$ 5,61 (0,09%)

Imagem: Marcel Oliveira

COTAÇÕES

Confira os preços do milho no Brasil

Para o Paraná, os preços do milho recuaram de R$ 48,00
Por: -Leonardo Gottems
432 acessos

De acordo com a T&F Consultoria Agroeconômica, no Rio Grande do Sul, os preços do milho começaram junho a R$ 48,00, caíram para R$ 46,00 e em julho voltaram para R$ 48,00/saca. “Os preços do milho no mercado disponível do Rio Grande do Sul sofreram queda de 4,16% durante o mês de junho, mas, com a chegada de julho, já recuperaram o mesmo nível, com os negócios sendo fechados ao mesmo nível, nesta sexta-feira", comenta. 

Para o Paraná, os preços do milho recuaram de R$ 48,00 no início de junho para R$ 45,00 no início de julho, sendo que o mercado spot continuou mantendo R$ 45,00 FOB no disponível e a R$ 44,00 para julho. “Como o Paraná é grande produtor, consumidor e exportador de milho, seu quadro de Oferta & Demanda é mais equilibrado, se bem que, às vezes, os volumes exportados (para o exterior e para outros estados) desequilibra um pouco a balança”, indica. 

No Centro-Oeste, com o início da colheita da Safrinha, preços recuaram levemente. “No Mato Grosso do Sul foram negociadas, da safra 2019/20 cerca de 100.000 toneladas ao  preço médio  de R$ 40,00/saca. Para a safra 2020/21 foram negociadas  30.000 toneladas ao preço médio de  R$ 38,00/saca”, completa. 

“No Mato Grosso, até o final de junho o estado tinha colhido com 31,56% da área semeada, representando avanço de 15,21 p.p. em relação à semana anterior. A produção estimada da safra que está sendo colhida é de 32,86 milhões de toneladas, maior do que a do PR, SC e RS somadas. Os preços oscilam ao redor de R$ 31,00/saca”, informa. 

“Já os milhos importados do Paraguai chegariam ao Oeste do Paraná ao redor de R$ 50,44 (50,72); ao Oeste de Santa Catarina ao redor de R$ 57,17 (57,49) e ao Extremo Oeste de SC ao redor de R$ 58,77/saca (58,09)”, conclui. 

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink