Cooperativa Agroindustrial Lar (PR) amplia capacidade de armazenagem
CI
Agronegócio

Cooperativa Agroindustrial Lar (PR) amplia capacidade de armazenagem

Por:

A Cooperativa Agroindustrial Lar, de Medianeira, no Paraná, deverá inaugurar nos próximos dias novas obras de infra-estrutura, que vão proporcionar uma maior capacidade de armazenagem já para a segunda safra de verão, como é chamada a "safrinha" de milho.

A primeira inauguração acontece neste sábado, em Iguatemi, quando será entregue a primeira das cinco unidades de armazenagem construídas no Mato Grosso do Sul. Cada unidade é composta por silos, balança, moegas e secadores, além de estrutura administrativa de atendimento e fornecimento.

No dia 13 será a vez de três unidades no município de Aral Moreira: em Aral Moreira, com silos, moegas, secadores e centro administrativo de atendimento e fornecimento, em Tagi e Rio Verde com moegas, balança e silos. A unidade de Amambai ainda não tem data definida. A diretoria da Cooperativa Lar aguarda apenas a confirmação das administrações municipais para conjugar as inaugurações com as datas comemorativas locais.

Para melhorar a estrutura de recebimento e armazenagem de grãos, a Cooperativa Lar investiu pesado naquela região do Mato Grosso do Sul - cerca de R$ 12,5 milhões. O presidente da Lar, Irineo da Costa Rodrigues, afirma que os investimentos foram necessários para suprir as necessidades dos associados que se deslocaram para o Mato Grosso do Sul com o objetivo de produzir soja, milho e trigo, embora continuem com suas propriedades no Oeste do Paraná.

Para Irineo da Costa Rodrigues, a Cooperativa Lar tem como prioridade a valorização das pessoas (associados, funcionários e famílias), considerando-as como seu mais importante patrimônio, sem, no entanto, descuidar-se de sua missão, que visa "a promoção do desenvolvimento econômico e social dos associados e comunidade, através da agregação de valores à produção agropecuária".

Outros investimentos

Além dos investimentos feitos na estrutura de armazenagem em Mato Grosso do Sul, a Cooperativa Lar também está investindo na ampliação de outras unidades que darão maior suporte para as atividades dos associados. Em Itaipulândia, a cooperativa, em parceria com o município, está investindo na construção da segunda Unidade de Produção de Leitões (UPL).

Os investimentos vão permitir que a cooperativa dobre o número de matrizes alojadas de 2,8 para 5,6 mil matrizes, que serão responsáveis pela produção de 120 mil leitões por ano. Outro investimento grande que está sendo feito pela Lar é em Santa Helena, onde a cooperativa investe no aumento da produção de pintainhos.

Irineo da Costa Rodrigues afirma que todos estes investimentos vão proporcionar maior segurança aos associados, uma vez que a Lar ficará responsável por todo o processo de produção dos pintainhos e dos leitões que serão fornecidos aos seus integrados.

Atualmente, além de atuar na recepção de grãos, a Lar trabalha também na transformação da matéria-prima, como a produção de rações, em Medianeira, abatedouro de aves, em Matelândia, uma indústria de congelados, em Itaipulândia, uma indústria de óleos vegetais e unidade de empacotados, em Céu Azul, além de fecularia em Missal, beneficiamento de ovos e produção de sementes de soja.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink