Cotações da mandioca seguem firmes
CI
Imagem: Pixabay
MENOR OFERTA

Cotações da mandioca seguem firmes

As chuvas registradas na maior parte das regiões produtoras também limitaram a oferta na última semana, visto que atrapalharam o avanço da colheita
Por: -Aline Merladete

As cotações da mandioca seguem firmes, sustentadas pela menor oferta. Segundo colaboradores do Cepea, a disponibilidade das lavouras de segundo ciclo, sobretudo das cultivadas na segunda metade de 2020, tem diminuído a cada semana. Além disso, mandiocultores sinalizam a intenção de postergar a comercialização das lavouras mais novas até que a produtividade agrícola e o rendimento industrial aumentem.

De acordo com os dados informados pelo Cepea, as chuvas registradas na maior parte das regiões produtoras também limitaram a oferta na última semana, visto que atrapalharam o avanço da colheita. Assim, estimativas do Cepea apontam redução de 30% no volume de esmagamento das fecularias entre 30 de maio e 3 de junho. No mesmo período, o preço médio nominal a prazo da tonelada de mandioca posta fecularia subiu ligeiro 0,2% frente à média da semana anterior, para R$ 832,72 (R$ 1,4482 por grama de amido). Atualizada (deflacionamento pelo IGP-DI), essa média está 60% acima da observada no mesmo período do ano passado. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.