Cotações dos lácteos subiram no atacado em julho
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,200 (0,72%)
| Dólar (compra) R$ 5,63 (0,59%)

Imagem: Marcel Oliveira

MERCADO

Cotações dos lácteos subiram no atacado em julho

Os preços dos produtos lácteos seguiram em alta no mercado atacadista em julho
Por:
376 acessos

Os preços dos produtos lácteos seguiram em alta no mercado atacadista em julho. Considerando a média de todos os produtos pesquisados pela Scot Consultoria, o aumento foi de 0,4% da primeira para a segunda quinzena do mês, e na comparação mensal os preços subiram, em média, 1,2%.

O aumento no preço da matéria-prima (leite cru), com a produção limitada no campo em função do período seco do ano (entressafra), e os estoques menores nas indústrias foram os vetores das valorizações dos lácteos no atacado.

Além disso, a reabertura gradual do comércio em determinados municípios e o pagamento dos auxílios emergenciais deram sustentação à demanda por lácteos e esta melhora no escoamento contribuiu para o cenário de preços firmes. Destaque para os queijos.

O preço do leite longa vida (UHT) subiu 0,9% na quinzena e teve uma alta de 2,2% no mês. No mesmo movimento, a cotação do queijo muçarela apresentou alta de 1,6% na variação quinzenal e aumento de 3,5% comparado ao mês passado. Foi a sexta quinzena consecutiva de alta na cotação do leite UHT.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink