Crédito fundiário aplica R$ 142 milhões em Mato Grosso

Agronegócio

Crédito fundiário aplica R$ 142 milhões em Mato Grosso

Por:
274 acessos

Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF) já aplicou R$ 142 milhões em 33 municípios de Mato Grosso, atendendo pouco mais de 3.500 famílias. Só na região de Pontes e Lacerda e Cáceres já tem 1.400 propostas de mais financiamentos em trâmite na Unidade Técnica Estadual (UTE) do PNCF, vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Rural (Seder).

O coordenador do Crédito Fundiário, Amauri Campos, explicou que a região Oeste de Mato Grosso tem muita demanda nos recursos do programa. “O crédito fundiário não cria assentamentos, é uma ação complementar à reforma agrária porque a pessoa financia a terra e tem a escritura da área, além do acesso ao Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar)”, disse.

Há três tipos de financiamentos que são por meio da Consolidação da Agricultura Familiar (CAF), do Nossa Primeira Terra (NPT) e o Combate a Pobreza Rural (CPR), este último ainda não está autorizado a funcionar no Estado. Segundo Amauri Campos, em setembro deste ano passará a ser operacionalizado.

O teto de financiamento é de R$ 40 mil, sendo R$ 31 mil para aquisição da terra, serviços cartorários, ITBI e topografia. O restante é para investimento básico como casa, água e assistência técnica.

Os interessados em acessar o crédito fundiário deve procurar os sindicatos dos trabalhadores rurais, secretarias de agricultura municipal e os escritórios da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer).


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink