Cuiabá encerra Mega Leilão da Estância Bahia com médias acima do esperado
CI
Agronegócio

Cuiabá encerra Mega Leilão da Estância Bahia com médias acima do esperado

Ao invés de faturamento ou volume, a Estância Bahia, do empresário Maurício Tonhá, destaca como grande diferencial as excelentes médias
Por:
Ao invés de faturamento ou volume, a Estância Bahia, do empresário Maurício Tonhá, destaca como grande diferencial as excelentes médias registradas na versão cuiabana de seu tradicional Mega Leilão, realizada em 18 de maio, com a presença de aproximadamente 2.000 pecuaristas e empresários. Chamado de maior evento da pecuária mundial, o Mega Leilão da Estância Bahia é também uma grande vitrine do mercado, onde ficou evidente o início de um novo ciclo de valorização na pecuária de corte.

 
Bezerros, novilhas, garrotes, vacas prenhas ou machos mais erados, independentemente da necessidade do produtor, o evento estava servido de boa genética. Ao todo, foram negociados 96 lotes e as médias por animais em cada categoria deram sinais dessa transição de mercado. Os bezerros foram negociados a R$ 864,00, enquanto que as bezerras saíram por R$ 679,00. Já os garrotes, de 15 a 20 meses, chegaram a R$ 1.043,00 e as novilhas a R$ 884,00. Por fim, os machos mais erados, acima de 24 meses, foram comercializados à média de R $ 1.205,00 e fêmeas a R$ 1.500,00.
 
"A produção de gado está um pouco mais curta e a demanda é crescente, cenário que beneficia quem tem bons animais para vender, principalmente quem investe um pouco mais na qualidade genética e produtividade dos animais", avalia Guilherme Tonhá, do Grupo Estância Bahia.

 
Considerando as médias por raças, as cruzas Aberdeem Angus foram as mais valorizadas. Os machinhos foram vendidos a R$ 1.052,00 e as fêmeas por R$ 975,00. No Nelore, machos atingiram patamar de R$ 960,00 e as fêmeas R$ 794,00. Para gado de cruzamento, os machos emplacaram média de R$ 940,00 e as fêmeas R$ 790,00 . No Tabanel, o valor médio foi de R$ 983,00 para machos e R$ 688,00 para fêmeas.
 
Para o pecuarista Ronaldo Rodrigues da Cunha, comprador do Mega Leilão da Estância Bahia desde a primeira edição, a qualidade foi determinante para os bons preços registrados. "A qualidade foi muito boa, com lotes de excelente escore corporal e sem defeitos", afirma. Para o produtor, é difícil saber se o ano será bom ou ruim para a pecuária, mas acredita numa tendência de melhora.

 
Neste ano, o principal vendedor foi a Agropecuária Missões, com propriedades em Campo Novo do Parecis e Tangará da Serra, e parceiro da Estância Bahia há seis anos. Para esta edição, a propriedade apresentou mais de 2.700 animais, entre bezerros, vacas prenhas e machos para terminação. "Confinei tantos animais para vender em um único evento porque sei que a Estância Bahia conta com uma equipe profissional e também pela grande gama de compradores que reúne", avalia.
 
A Estância Bahia agradece aos clientes que compraram e venderam no Mega Leilão e já começa os trabalhos para a promoção do Mega Leilão 10014 da Estância Bahia, com a possibilidade de novos pregões dentro do circuito.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.