Cuiabá registra queda de 33% em frutas e verduras

PREÇO

Cuiabá registra queda de 33% em frutas e verduras

Tomate, batata, abacate e a banana maça tiveram os preços reduzidos nesta última semana de janeiro
Por:
172 acessos

Quatro hortifrutigranjeiros presentes na mesa do mato-grossense ficaram mais baratos nesta semana. É o que aponta o boletim semanal realizado pela Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf), na Central de Abastecimento de Cuiabá, que atende ao comércio atacadista e varejista de hortifrutigranjeiros da capital e região.

Foi constatado que o tomate, a batata, o abacate e a banana maçã tiveram os preços reduzidos. A maior queda foi registrada no valor da banana maçã. A fruta sofreu redução de 33%. Na semana passada a caixa com 20kg era vendida a R$ 90, e nesta está ao preço de R$ 60. Em seguida aparece o abacate com diminuição de 30% no valor. De R$ 100, a caixa com 20kg do fruto passou a custar R$ 70.

Para o engenheiro agrônomo da Seaf, Luiz Henrique Carvalho, que acompanha a sazonalidade dos preços dos principais itens da agricultura familiar, o clima nos meses anteriores contribuiu para o desenvolvimento das culturas, propiciando melhores ofertas e diminuindo as perdas com as chuvas. “O cultivo dessas frutas e legumes é bem favorecido nessa época do ano, o que garante a redução dos preços”, explica Carvalho.

Em 3º lugar na lista de queda de preços nesse final de janeiro aparece a batata. De R$ 140, a saca com 50kg passou a ser vendida a R$ 110. Queda de 21% no valor do tubérculo.  E por último aparece o tomate, com queda no preço de 14%, passando de R$ 70 a caixa com 20kg, para R$ 60.

Cotação

A cotação de preços dos 69 principais itens produzidos pela agricultura familiar é realizada semanalmente, por técnicos da Seaf, Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) e Prefeitura de Cuiabá. A pesquisa de preço leva em conta o preço mínimo, mais comum, e o preço máximo dos produtos encontrados nas barracas em três horários distintos durante o período matutino.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink