Curso sobre Cultivo Agroecológico de Hortaliças forma multiplicadores em Altamira - PA

Agronegócio

Curso sobre Cultivo Agroecológico de Hortaliças forma multiplicadores em Altamira - PA

Curso de capacitação ocorreu nos dias 29 e 30 de setembro
Por:
532 acessos

Curso de capacitação ocorreu nos dias 29 e 30 de setembro

Projeto que alinha ações de transferência de tecnologia na produção de hortaliças no município de Altamira, Pará, cumpriu mais uma etapa com a realização do último curso de capacitação, nos dias 29 e 30 de setembro, dessa vez com foco no cultivo agroecológico. O curso foi voltado para extensionistas que vão atuar como multiplicadores junto a reassentados de áreas rurais, conforme contrato de cooperação técnica firmado em 2014 entre a Embrapa e o Consórcio Norte-Energia, empresa responsável pela construção da usina hidrelétrica de Belo Monte. Vale destacar que uma possível prorrogação do contrato por mais um ano está em discussão entre a Norte-Energia S/A e a Embrapa – a confirmação permitirá a continuidade de ações de transferência de tecnologias de produção de hortaliças na região.

O supervisor da área de Transferência de Tecnologia da Embrapa Hortaliças (Brasília-DF) Ítalo Lüdke, que atuou na articulação e na programação, explica a opção pelo cultivo de hortaliças em base agroecológica que balizou a agenda dos temas apresentados no curso. "Além das demandas identificadas pela Embrapa Amazônia Oriental (Belém-PA), que vem coordenando todas as ações do projeto relacionadas ao cultivo de hortaliças na localidade, levou-se em consideração o potencial para essa base de cultivo tendo em vista o perfil de agricultores familiares", observa Lüdke.

Segundo ele, com base nesse recorte específico do curso, tratou-se dos reassentamentos urbanos coletivos, áreas que vêm recebendo estímulos para o fomento desse tipo de produção. São agricultores que viviam em áreas que foram alagadas pelas obras, e que - transferidos para outros locais -  formaram novos assentamentos e comunidades agrícolas. "Como as hortas são a base da produção dos reassentados, a orientação foi para que a produção do conteúdo envolvesse práticas agroecológicas, com foco na sustentabilidade", sublinha o supervisor.

Altamira

Não são poucos os desafios enfrentados pelos produtores de hortaliças na região, sendo as condições climáticas o maior deles. Com essa realidade, a grande exigência do uso de insumos e a constante troca das áreas de produção, com menores problemas fitossanitários são intensas, influenciando os custos de produção, e consequentemente reduzindo os lucros dos agricultores. Um alinhamento entre os atores envolvidos no projeto levou à escolha da capacitação relacionada a práticas agroecológicas na busca de maior equilíbrio dos sistemas agrícolas e redução de custos, a partir de técnicas de aproveitamento de materiais da propriedade, a exemplo do preparo de adubos orgânicos e compostagem, temas incluídos na programação. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink