Definida bilheteria da Expointer 2012
CI
Agronegócio

Definida bilheteria da Expointer 2012

Assinatura do contrato com a Job depende agora da autorização da Cage
Por:
Assinatura do contrato com a Job depende agora da autorização da Cage

A assinatura do contrato de exploração da bilheteria da Expointer 2012 depende apenas do aval da Contadoria e Auditoria-Geral do Estado (Cage). Com lance de R$ 2,09 milhões, a Job Recursos Humanos e Serviços, de Cachoeirinha, foi a vencedora do pregão eletrônico. O valor é mais que o triplo do desembolso de R$ 650 mil feito pelo governo estadual na edição 2011. Na época, a dispensa de licitação acima do valor permitido por lei, favorável à Imply Tecnologia Eletrônica, levou o Tribunal de Contas do Estado a instaurar inspeção especial, cujo parecer sobre as possíveis irregularidades ainda é desconhecido.


A justificativa do secretario da Agricultura, Luiz Fernando Mainardi, é que haverá ampliação no número de catracas, emissores de tíquetes e de pessoas contratadas para executar os serviços. O objetivo é evitar transtornos de fluxo, como os ocorridos na edição passada. A análise da Cage é um procedimento padrão, contudo, reconhece o secretário, pode haver maior rigor na averiguação da súmula "frente aos problemas do ano passado". A expectativa é que a assinatura ocorra nos próximos dias.


Faltando menos de um mês para a exposição, representantes da Job estão preocupados já que o pregão foi realizado há duas semanas. "Estamos apreensivos, pois queremos assinar o contrato para iniciar o trabalho", afirmou o gerente Marcelo Cambraia. O diretor da Job, Ronaldo Pinheiro Prates, explicou que a empresa já acertou com a Imply a locação dos equipamentos. Com 14 anos nos ramos de vigilância, limpeza, portaria e mão de obra, a Job presta serviços, principalmente, no Sul do país. Procurada, a Cage não se manifestou. O sistema repete o modelo anterior em que o Estado paga pelo serviço de bilheteria e estacionamento e fica com a receita gerada. Em 2012, a parceria entre a Expointer e a Trensurb será reeditada. Nesta edição, 500 mil pessoas devem passar pela feira, que ocorre de 25 de agosto a 2 de setembro, no parque Assis Brasil, em Esteio.


DESAFIOS À FRENTE

O número de catracas saltará de 36 para 55;

Serão 51 emissores de tickets contra os 24 em 2011;

Nesta edição, 288 pessoas estarão envolvidas com a bilheteria, incluindo supervisores e orientadores de estacionamento. Em 2011, eram cerca de 120;

Na edição anterior, nos dias de pico de visitação, houve pane no sistema, tumulto nas bilheterias, falta de ingressos e congestionamento nos acessos aos estacionamentos;

Com ingresso à venda nas estações da Trensurb, a meta é estimular o uso do transporte, reduzindo o congestionamento na BR 116. Conforme a Secretaria da Agricultura em 2011, 45% do público, de 483 mil pessoas, foi à Expointer de trem.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink