Demanda chinesa se concentra na safra nova brasileira
CI
Imagem: Divulgação
MERCADO

Demanda chinesa se concentra na safra nova brasileira

“No mercado de Paper de Paranaguá houve negócios para maio 21 a + 68K"
Por: -Leonardo Gottems

A demanda chinesa se concentrou nas safras brasileiras nesta quarta-feira, apesar dos prêmios CFR China se recuperaram ligeiramente em meio a futuros mais fracos, de acordo com a TF Agroeconômica. “As licitações foram registradas para abril, maio e julho de 2021  de safra nova brasileira e alguns interesses  de compra também foram ouvidos para as novas safras de 2022”, comenta.

“No mercado de Paper de Paranaguá houve negócios para maio 21 a + 68K, Jun +85N e Jul a 94N. A remessa de abril foi licitada em 138 c/bu sobre os futuros de maio contra ofertas em 144-146 c/bu sobre os futuros de maio e as ofertas para envio de maio foram mostradas em 142 c/bu sobre os futuros de maio versus ofertas indicadas em 148-150 c/bu sobre os mesmos futuros. Para julho, as ofertas foram encontradas em 168  c/bu sobre os futuros de julho versus ofertas em 172-175 c/bu”, completa.

A consultoria indica ainda que a demanda por embarque no primeiro mês foi tranquila, pois as margens permaneceram apertadas. “O indicador APM-6 CFR China para embarque de janeiro da opção mais barata marcou 3 c/bu no dia em 215 c/bu sobre os futuros de janeiro, o que equivale a US $ 515,25/t, um aumento de US $ 0,75 /t no dia”, diz a consultoria.

“No Golfo, os negócios de terça-feira tinham indicado que os prêmios foram em grande parte estáveis em 110 c/bu para dezembro e 5 c/bu carry para janeiro, o que equivale a US$ 478,50 e US$ 476,5 /t FOB, respectivamente. No mercado FOB no Brasil, os futuros mais fracos elevaram os prêmios para deixar o preço fixo praticamente inalterado. Os prêmios foram ofertados mais alto para o terceiro trimestre, embora toda a curva tenha subido 1-3 c/bu. Os preços fixos de fevereiro foram marcados em $476.5 /t FOB Paranaguá e $480.5 /t FOB Santos com março em um inverso de $4/mt”, conclui.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink