Desenvolve Pecuária celebra um ano de atividades com convenção
CI
Imagem: Divulgação
COMEMORAÇÃO

Desenvolve Pecuária celebra um ano de atividades com convenção

Evento realizado em Restinga Seca (RS) para os associados contou com palestras e dia de campo
Por:

Para celebrar seu primeiro ano de atuação, que será comemorado no dia 28 de abril, o Instituto Desenvolve Pecuária realizou neste sábado, 23 de abril, a sua primeira Convenção Desenvolve Pecuária. Cerca de 150 associados da entidade estiveram no Centro de Eventos do Hotel Recanto Maestro, em Restinga Seca (RS), para acompanhar uma programação especial de palestras e um Dia de Campo, além de momentos de reconhecimentos e homenagens à integrantes do instituto, como, por exemplo, ao vice-presidente da entidade, Paulo Ebbesen, pelo incansável trabalho desenvolvido.

O presidente do Conselho de Administração do Instituto Desenvolve Pecuária, Ricardo Giuliani, idealizador da entidade, fez uma entrada de forma virtual para saudar os participantes do evento. Disse que é muito gratificante ver um sonho realizado e um sonho coletivo, o que é o mais importante. “O individual fica muito mais forte quando há o coletivo, e é o que o nosso instituto hoje faz. Somos referências em alguns aspectos, com vários projetos em andamento. Hoje já somos ouvidos pela pecuária gaúcha e seremos ouvidos pela pecuária nacional”, salientou, lembrando também os projetos já desenvolvidos pela entidade como o aplicativo de comercialização Negócio Fechado e o trabalho realizado de combate aos crimes rurais.

Já o presidente do instituto, Luis Felipe Barros, reforçou, em sua manifestação, o trabalho desenvolvido de forma abnegada por seus membros. “Nunca fomos mornos, fomos quentes, fervemos, desde o primeiro momento em que decidimos criar o instituto. Hoje podemos dizer que já temos um ano de pessoas reunidas em um grupo de whatsapp.  Resolvemos tomar nossa auto responsabilidade, parar de botar a culpa em terceiros e assumir protagonismo e as rédeas do que poderíamos fazer. Um ano de luta, conseguimos alguns avanços e estamos ainda lutando”, destacou.

O coordenador do Núcleo de Estudos em Sistemas de Produção de Bovinos de Corte e Cadeia Produtiva (NESPro), da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), Julio Barcellos, abriu o evento falando sobre cenários da cadeia produtiva e a cooperação entre estes elos. Na sequência, foi a vez do tema “Família x Negócios: Sucessão no Campo”, com o médico veterinário e proprietário da fazenda Pulquéria, em São Sepé (RS), Fernando Costabeber. Depois foi a vez do médico veterinário Paulo Fernando Ferreira apresentar o tema “Busca da eficiência da pecuária de corte”.

Seguindo a manhã de palestras, o médico veterinário e Gerente de Relacionamento com o Pecuarista da Marfrig, Fernando Severo, falou sobre o assunto “Relacionamento e Assistência Técnica”. Já Leone Furlanetto, diretor de Planejamento Estratégico da MFG Agropecuária, abordou as “Práticas Inovadoras em Confinamento para o Aumento da Rentabilidade”. Finalizando a manhã, o presidente da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec), Antônio Jorge Camardelli, tratou do tema das "Projeções para o Futuro da Carne Brasileira no Mercado Internacional".

À tarde, o grupo se dirigiu à fazenda Pulquéria, de Fernando Costabeber, para a realização de um dia de campo especial. A propriedade é especializada na terminação de animais de cruza britânica e os participantes foram apresentados ao sistema considerado ultra eficiente da fazenda.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.