Dia de Campo apresenta inovação e tecnologia em cria e recria

Agronegócio

Dia de Campo apresenta inovação e tecnologia em cria e recria

Dia de Campo foi parte da 7ª Festa do Leite de Orizona
Por:
229 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

Dia de Campo foi parte da 7ª Festa do Leite de Orizona

Hélio Frutuoso, conhecido produtor rural da região, abriu as porteiras da sua propriedade para receber o Dia de Campo, como parte da programação da 7ª Festa do Leite de Orizona na manhã do dia 16. Há 30 anos no mercado de produção de leite, atualmente ele investe no processo de cria e recria há um ano e meio. Na fazenda de 5 hectares, são criadas 100 cabeças em 7 piquetes, que são agrupados conforme o peso. Para o produtor, as maiores vantagens são a queda da mortalidade e o animal estar pronto no processo reprodutivo mais cedo. Hélio lembra ainda, que a reposição das matrizes sempre foram um gargalo da atividade leiteira, já que o descarte de matriz é muito alto. “Se você for comprar uma matriz no mercado, é arriscado. Você nunca sabe 100% o que está comprando. O preço é bem mais alto, e ainda corre o risco de vir junto um problema sanitário para a sua propriedade. Estar atento para a substituição das matrizes é uma necessidade"- ressalta ele.

Geovandro Vieira Pereira, Presidente do Sindicato Rural de Orizona, a principal importância desse Dia de Campo e mostrar para o produtor leiteiro que a cria e recria é importante pois se você tem uma bezerra mal nutrida, ela não será uma vaca produtiva, e isso reflete no resultado final da produção de leite no estado. O Geovandro conta com satisfação que esse ano, à frente do Sindicato Rural, resolveram agregar mais conhecimento à Festa do Leite. “Além da festa noturna de confraternização do urbano com o rural no Estádio, do Torneio Leiteiro, não nos esquecemos da parte técnica que é muito importante no nosso dia a dia. Por isso que nos mantemos com o 4º lugar no ranking de maiores produtores de leite do estado, mas queremos um lugar melhore nesse pódio, ressaltou ele.

Para o participante do evento, Romero Parente Cabral, veterinário e novo no meio produção de leite, eventos como esse são fundamentais pois tiram inúmeras dúvidas e nos aproximam de técnicos e de outros produtores, assim além de amizades, fazemos novos parceiros.

O veterinário Adriano Felipe Arantes ressalta que o principal benefício do Dia de Campo é troca de experiência, informação e união. “Os produtores de leite entenderam que juntos, são mais fortes, que quando eles se unem eles têm um maior poder de negociação”.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink