Dia de Campo trata de alimentação e sanidade animal em Santo Antônio da Patrulha

Dia de Campo

Dia de Campo trata de alimentação e sanidade animal em Santo Antônio da Patrulha

Mais de 80 pessoas participaram do Dia de Campo sobre Alimentação e Sanidade de Bovinos, nesta terça-feira (30/10
Por:
49 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

Mais de 80 pessoas foram até a propriedade de Delésio Gomes de Fraga, em Tapumes, Santo Antônio da Patrulha, para participar do Dia de Campo sobre Alimentação e Sanidade de Bovinos, nesta terça-feira (30/10). A família, que é atendida pela Emater/RS-Ascar há anos, integra o Programa Gestão Sustentável da Agricultura Familiar (PGSAF) da SDR desde 2017, programa executado pela Emater/RS-Ascar. Os Fraga receberam outros agricultores para mostrar os resultados do melhoramento de campo nativo e o quanto isto reflete na qualidade e na comercialização do gado, ampliando a renda. ?Nosso futuro é aqui no meio rural e nós queremos nos tornar referência em produção de arroz irrigado e criação de gado de corte?, ressalta Fraga.

No Dia de Campo os participantes visitaram cinco estações. Na primeira, o agrônomo da Emater/RS-Ascar, Guilherme Martins Costa, mostrou em uma fenda aberta no solo as camadas existentes e como as raízes das leguminosas se aprofundam e auxiliam na melhoria nos aspectos biológico, físico e químico. ?Em função do solo arenoso encontrado no local é indicada a melhoria do solo com plantas de cobertura, o plantio direto e o cultivo mínimo?, ressaltou.

A preservação do campo nativo e a melhoria dele foram os assuntos abordados em outra estação pelo agrônomo da Emater/RS-Ascar em Santo Antônio da Patrulha, Paulo Rohjan. Segundo ele é preciso primeiro analisar a adaptação ao clima no local que se quer plantar a leguminosa, o tipo de solo, a qualidade nutritiva e a produtividade, para depois fazer a escolha. Na propriedade dos Fraga foram plantados, em 2009, quatro hectares com serradela e azevém e outros dois com cornichão e azevém. ?Como o solo aqui é arenoso, foi preservado o pasto e melhorado o campo nativo para qualificar a alimentação para ser ofertada ao gado?, explica Rohjan. 

Como fazer o plantio de forrageiras perenes, suas características e benefícios foram explicados por Maicon Bertran e Fernando Silva, da Agrocomercial Canquerini e da Wolf Sementes, respectivamente. Ambos destacaram a melhoria da pastagem proporcionada pela braquiária híbrida e que, se bem manejada, pode durar até dez anos.

Na quarta estação o professor da Ufrgs, Harold Ospina, e três estudantes de zootecnia apresentaram várias formas de suplementação alimentar anual com produtos locais, como aipim, cana-de-açúcar e subprodutos da indústria do arroz. Ao final da atividade, os médicos veterinários da Emater/RS-Ascar, Carlos Roberto Vieira da Cunha e Alexandre Piccinini, explicaram as principais doenças que afetam os bovinos na região, como a tristeza parasitária bovina e a fasciolose, além do controle do carrapato.

O evento foi realizado pela Emater/RS-Ascar e Agrocomercial Canquerini no intuito de oportunizar que outros produtores conhecessem as melhorias feitas na propriedade dos Fraga, que possuem 50 hectares com cultivo de arroz irrigado e criação de gado de corte. O gerente da Emater/RS-Ascar em Porto Alegre, Ademir Santin, prestigiou o Dia de Campo.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink