Diminui a participação do frango exportado no total inspecionado

Agronegócio

Diminui a participação do frango exportado no total inspecionado

Perda de participação em relação ao trimestre inicial de 2011 supera os 15%
Por:
932 acessos

Superior a um terço do total desde o início de 2011 até meados de 2012, a participação das exportações no volume de carne de frango processada em estabelecimentos inspecionados vem recuando a partir de 2013. No primeiro trimestre de 2014 correspondeu a menos de 30% do que foi produzido sob inspeção no País.

O gráfico abaixo não reproduz exatamente o resultado observado porque estabelece essa participação segundo uma média quadrimestral móvel (melhor maneira de minimizar os altos e baixos registrados a cada mês). Mas o fato é que, para uma produção inspecionada da ordem de 3,187 milhões de toneladas no trimestre, as exportações somaram pouco mais de 907 mil toneladas. E isso corresponde a cerca de 28,5% do total.

Neste caso, a perda de participação em relação ao trimestre inicial de 2011 supera os 15% e é explicada pelos movimentos opostos no abate inspecionado e na exportação. Pois enquanto o volume abatido em estabelecimentos sob inspeção aumentou 14,75% (média de 4,5% ao ano), o volume exportado recuou 2,75%. 

Os resultados apresentados têm como base a produção de carne de frango em estabelecimentos sob inspeção federal, estadual ou municipal (IBGE) e as exportações mensais de carne de frango (SECEX/MDIC), produto 100% submetido à inspeção federal.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink