Dinamarca aumenta venda de orgânicos em 143%
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,144 (0,48%)
| Dólar (compra) R$ 5,59 (-0,45%)

Imagem: Marcel Oliveira

MUNDO

Dinamarca aumenta venda de orgânicos em 143%

Número equivale aos últimos 4 anos
Por: -Leonardo Gottems
252 acessos

O Danmarks Statistik, departamento de estatística dinamarquês, divulgou números que indicam que as vendas dinamarquesas de frutas e vegetais orgânicos aumentaram 143% nos últimos 4 anos. Atualmente, morangos orgânicos, alface, pepino e batata são muito populares e os números de batata orgânica, frutas, alface e couve triplicaram. 

Michael Langberg é o diretor de marketing da Økologisk Landsforening, uma associação de agricultura orgânica. Ele diz que “as pessoas preferem produtos orgânicos. Isso ocorre porque eles podem ter certeza de que eles não contêm pesticidas”. 

“Substitua cinco produtos básicos pelo equivalente orgânico. Você já pode reduzir pela metade a ingestão de pesticidas. Os consumidores também são mais dispostos a comprar produtos pró-dinamarqueses. Eles, por exemplo, compram legumes da estação. As pessoas estão muito mais preocupadas com o meio ambiente. Por isso, preferem produtos que protegem o meio ambiente e as águas subterrâneas”, completa. 

Na Dinamarca, frutas e legumes orgânicos têm uma participação de mercado de 24,7% e 22,7%, respectivamente. Isso está de acordo com o GFK Consumer Scan. “Atualmente, as cenouras orgânicas são boas para quase metade de todas as vendas de cenouras. Eles têm uma participação de 45,2%. Os consumidores dinamarqueses estão muito à frente dessa tendência global. Agora, trata-se de comer mais saudável e escolher produtos sustentáveis", indica. 

No Brasil, a prefeitura de São Paulo afirmou que a venda de orgânicos cresceu na pandemia. “Todos os feirantes estão usando máscaras, usam luvas… aquele feirante que mexe com dinheiro, recebe dinheiro, faz troco, não manipula alimentos, não entrega alimentos”, explica Fernando Ataliba, presidente de uma associação de agricultura orgânica. 

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink