Diretores do Bacen conhecem o Sistema Ocepar
CI
Agronegócio

Diretores do Bacen conhecem o Sistema Ocepar

Por:

Acompanhados do chefe do Departamento de Organização do Sistema Financeiro, Luiz Edson Feltrin, do chefe adjunto do Departamento de Organização do Sistema Financeiro, Adalberto Gomes da Rocha, do chefe do Adjunto do Departamento da Superintendência Direta, Renê Luiz Grande e do Gerente Técnico, Odair Túlio e do consultor Marden Marques Soares, 21 técnicos do Banco Central do Brasil se reuniram na manhã de ontem (09-07) na Ocepar, com objetivo de conhecer o sistema cooperativista paranaense e o Sistema de Análise e Acompanhamento de Cooperativas (SAAC).

Os técnicos do Bacen foram recebidos pelo presidente João Paulo Koslovski, pelo superintendente Nelson Costa. Compareceram à reunião também o presidente da Sicredi Central do Paraná, Seno Cláudio Lunkes, o vice-presidente da OCB e Ocepar, Luiz Roberto Baggio, e o diretor Vladimir Duarte, e o gerente financeiro da Coamo, Alcir José Goudoni.

A reunião começou com uma exposição do presidente da Ocepar sobre o funcionamento do Cooperativismo, quando enfatizou a pro-fissionalização do sistema e a preocupação para que o sistema funcione com resultados para os cooperados e comunidades.

O chefe do Departamento de Organização do Sistema Financeiro do Bacen disse que objetivo da visita foi conhecer o SAAC, em virtude do banco ter um projeto de supervisão das cooperativas de crédito através das cooperativas centrais. Como há, no Brasil, muitas cooperativas de crédito não filiadas a centrais, os técnicos estão procurando conhecer mecanismos alternativos de avaliação da gestão das Cooperativas. “Talvez o projeto da Ocepar possa vir a ser esse instrumento”, frisou Feltrin.

Depois de ouvir a explanação de Koslovski, Feltrin se disse impressionado com “o envolvimento do presidente da Ocepar, que é um ator do processo. Em alguns setores a gente vê que o presidente não tem uma atuação efetiva. Aqui nós percebemos que o comprometimento do presidente é um fato e isso nos chamou muito a atenção. É um dado muito importante na nossa avaliação de todo esse processo”.

A visita dos técnicos do Bacen à Ocepar está relacionada com o projeto de microfinanças do banco, cujo objetivo é possibilitar que o máximo acesso da população ao crédito. Esse projeto, segundo Feltrin, está baseado em três pilares: cooperativas de crédito, as instituições de microcrédito e os correspondentes bancários. “Com relação às cooperativas de crédito, há um processo crescente de aperfeiçoamento do instrumento regulatório e está culminando, agora, com a Resolução 3.106, que permitiu o retorno das cooperativas de livre associação.

E a novidade, para que se tenha um crescimento sustentado do setor, é que o projeto de constituição de novas cooperativas prevê, além dos mecanismos de constituição, “é o projeto de viabilidade econômico-financeira da cooperativa que se pretende criar. Esse é um ponto relevante desse projeto”, destacou o chefe do Departamento de Organização do Sistema Financeiro do Bacen. “Quem quiser constituir uma cooperativa, tem que dizer qual o negócio dela, o que ela quer, onde quer chegar, evitando aventureiros. O objetivo é, quem quiser fazer, fazer bem feito”, concluiu.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.