Investimento: R$ 82 milhões

Dona da Elma Chips abre centro de pesquisa para criar salgadinhos com a cara do Brasil

Empreendimento será focado em desenvolver produtos à base de ingredientes típicos do país e da América do Sul
Por:
113 acessos

Uma das maiores companhias de alimentos do mundo - dona de marcas como Pepsi, Elma Chips, Doritos e Quaker - a PepsiCo anunciou a abertura de um centro de pesquisa e desenvolvimento (P&D) multicategoria. O empreendimento fica em Sorocaba (SP) e será especializado em alimentos com ingredientes vindos da América do Sul. O objetivo é desenvolver soluções para snacks, cookies, produtos lácteos, grãos e bebidas.

O investimento total é de US$ 25 milhões. De acordo com a PepsiCo, a iniciativa ressalta a visão e estratégia de performance com propósito e a convicção de que o sucesso da empresa está intrinsecamente ligado à sustentabilidade do mundo em que atua.

“O investimento para construir um dos centros globais de P&D da PepsiCo no Brasil mostra a importância do país para a empresa. Este centro tornará nossa operação brasileira ainda mais importante para a região e aumenta o perfil e potencial do Brasil no desenvolvimento e inovação global da companhia”, explicou João Campos, CEO da PepsiCo no Brasil.

O centro de pesquisa em Sorocaba permitirá o desenvolvimento de produtos a partir da biodiversidade da região, com ingredientes como mandioca, inhame e açaí, que já fazem parte de dietas sul-americanas.

O complexo de 4,5 mil metros quadrados iniciou testes em janeiro. O edifício possui diversos laboratórios e cozinhas experimentais. O Centro emprega 79 cientistas de nutrição, engenharia de alimentos e outras áreas de especialização.

“O Brasil é o lar da maior biodiversidade da região que inclui muitas das raízes, tubérculos, grãos e leguminosas que são apreciados em vários países ao redor do mundo. Trabalharemos para celebrar a diversidade do Brasil, de forma natural e cultural, usando nossa expertise de desenvolvimento de produtos para oferecer opções deliciosas e nutritivas ao consumidor”, salienta a vice-presidente de P&D Global para América Latina, Carmela Rivero.

Brasil no circuito de inovação

O centro de Sorocaba é o nono a ser designado como centro de excelência global de inovação. A América Latina possui outro empreendimento do tipo em Monterrey, no México, que se concentra nas tecnologias de cozimento.
Portfólio nutricional maior

Uma das ideias com os novos laboratórios é explorar novos sabores e texturas. “Imagine, por exemplo, ser capaz de processar mandioca e polenta em salgadinhos ou mesmo desenvolver novos produtos inovadores à base de feijão, frutas nativas, batatas doces e mandioquinha. Com o centro de Sorocaba, tudo isso será possível”, diz Carmela Rivero.

No Brasil, a PepsiCo é um dos maiores consumidores do agronegócio: a empresa compra cerca de 120 mil toneladas de batata, 20 mil toneladas de milho, 25 mil toneladas de aveia e 27 mil toneladas de coco a cada ano. Este mercado de 192 mil toneladas define o tamanho do negócio, a segunda maior operação da PepsiCo na América Latina.

Quanto à biodiversidade da América do Sul, a PepsiCo acredita que haverá benefício não só para os consumidores, mas para os agricultores que estão investindo na plantação de alimentos locais. A companhia já tem programas destinados a incentivar a agricultura, como o Programa Agro, que oferece intercâmbios de tecnologia, treinamento e consultoria sobre gestão sustentável para parceiros.

Desde 1997, o Programa Agro tem como objetivo estabelecer parcerias de longo prazo com produtores de matérias-primas locais como batatas, aveia, milho e coco e realizar melhorias tecnológicas no campo, bem como o intercâmbio de experiências entre produtores. Com uma equipe dedicada para auxiliar os agricultores, todas as etapas da produção agrícola são refinadas, desde a seleção de sementes até o armazenamento e transporte.

A PepsiCo teve receita líquida de mais de US$ 63 bilhões em 2015. O portfólio inclui 22 marcas que geram mais de US$ 1 bilhão cada em vendas estimadas anualmente no varejo. No Brasil desde 1953, a PepsiCo conta com 15 plantas e cerca de 100 filiais de vendas localizadas em todo o Brasil, com 13 mil funcionários.

 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink