EBDA avalia uvas para produção de vinhos finos em Morro do Chapéu
CI
Agronegócio

EBDA avalia uvas para produção de vinhos finos em Morro do Chapéu

No experimento, estão sendo avaliadas 10 variedades de uvas francesas
Por:
Uma Unidade de Observação (UO) para avaliação de variedades de uvas para produção de vinhos finos foi instalada pela Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), vinculada à Secretaria da Agricultura (Seagri), no município de Morro do Chapéu, região da Chapada Diamantina, a 390 quilômetros de Salvador. No experimento, estão sendo avaliadas 10 variedades de uvas francesas, com a finalidade de identificar as que melhor se adaptam ao clima da região bem como as que resultam num vinho de melhor qualidade.


Este trabalho faz parte de um projeto para avaliação técnica e econômica de videiras (Vitis Vinifera L) destinadas à produção de uvas para vinhos finos, implantado pela EBDA, desde maio de 2010. O projeto é o primeiro da Chapada Diamantina, e também se destina à avaliação de culturas de climas temperados, visando ponderar o desempenho agroeconômico sustentável ao agronegócio da agricultura familiar, na região.

Segundo o encarregado pela implantação do projeto, Osvaldo Barbosa, a unidade já apresenta resultados de pesquisa considerados excelentes, pelo desenvolvimento vegetativo das plantas. As atividades da EBDA, na pesquisa, avaliam o processo de condução da cultura quanto aos tratos culturais, como poda e adubação e tratos fitossanitários.


O gerente Regional da EBDA em Jacobina, Renato Coelho, acredita que, entre três e quatro meses, a UO terá sua primeira produção de uva em cacho, com expectativa de que sejam produzidas cerca de cinco toneladas, por hectare. “Considerando que a unidade tem 1,5 hectare, com a cultura, a projeção para a primeira produção é de 7,5 toneladas”, afirmou Coelho.

Para estes experimentos a EBDA adotou o sistema de irrigação por gotejamento, com um espaçamento de um metro entre plantas, dois metros entre ruas e duas linhas de gotejador. Segundo o gerente, o sistema adotado foi ponderado pela equipe técnica acreditando como a apropriada para alcançar resultados positivos.


Produzido por agricultores familiares


De acordo com Renato Coelho, já existe uma região no Sul do país, onde se produz uva em cacho em quantidade e qualidade, e a maior produção é realizada pelos agricultores familiares. “Na Chapada Diamantina não será diferente. Vamos produzir vinho de qualidade, através dos nossos agricultores familiares”, declarou o gerente.

Visando melhorar economicamente a situação da região, existe uma previsão de capacitação de agricultores familiares do entorno do município sobre a cultura, promovida pela gerência regional de Jacobina, através do escritório local da EBDA, em Morro do Chapéu, em parceria com a Secretaria Municipal de Agricultura.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.