Edição genética desenvolve tomates picantes

ESTUDO BRASILEIRO

Edição genética desenvolve tomates picantes

"Redesenhar a via genética de capsaicinoide em tomate facilitaria e baratearia a produção deste composto, que tem aplicações interessantes"
Por: -Leonardo Gottems
543 acessos

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade Federal de Viçosa, em Minas Gerais, está trabalhando no desenvolvimento de uma variedade de tomate picante a partir do uso de técnicas de edição genética. As plantas de tomate e pimentão se separara, de um ancestral comum há milhões de anos, os tomates ainda têm o caminho genético necessário para produzir os capsaicinoides, as moléculas que produzem a pimenta. 

As moléculas têm propriedades nutricionais e antibióticas e são usadas em analgésicos e spray de pimenta. "Redesenhar a via genética de capsaicinoide em tomate facilitaria e baratearia a produção deste composto, que tem aplicações interessantes", diz o principal autor Agustin Zsögön um biólogo da planta na Universidade, cujo grupo está trabalhando para este objetivo. "Temos as ferramentas poderosas o suficiente para modificar o genoma de qualquer espécie; o desafio é saber qual gene modificar e onde”, comenta. 

O sabor picante adicionado pelos capsaicinoides não é um sabor como tal, mas uma reação à dor. Eles ativam células nervosas na língua que tratam a dor induzida pelo calor, que o cérebro interpreta como uma sensação de queimação. Evidências sugerem que a evolução dos capsaicinoides ajudou as pimentas a dissuadirem os pequenos mamíferos de comerem seus frutos. 

“Em teoria, esses genes poderiam ser usados para produzir capsaicinoides em tomates. Dado que não temos dados sólidos sobre os padrões de expressão da via capsaicinoide em frutos de tomate, temos que tentar abordagens alternativas. Uma é ativar os genes candidatos, um por um, e ver o que acontece, quais compostos são produzidos. Estamos tentando isso e algumas outras coisas”, conclui.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink