Em Minas Gerais recuperação prossegue e frango vivo obtém a 5ª alta do mês de junho

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Leia os Termos de Uso e a Termos de Privacidade.


CI
Imagem: Pixabay
PECUÁRIA

Em Minas Gerais recuperação prossegue e frango vivo obtém a 5ª alta do mês de junho

O frango vivo obteve novo e consecutivo ajuste de 10 centavos, sendo negociado por R$5,30/kg
Por:

Pelo menos por ora, a correção de preços por apenas cinco centavos parece ter ficado para trás. Ontem (10), pela quinta vez nos oito primeiros dias de negócios de junho, o frango vivo comercializado em Minas Gerais obteve novo e consecutivo ajuste de 10 centavos, sendo negociado por R$5,30/kg.

Uma vez que em São Paulo – onde a procura também foi intensa, mas a oferta continuou enxuta – permaneceu com a cotação inalterada em R$5,50/kg, a diferença de preços entre as duas praças, de 50 centavos no início da semana, cai agora para 20 centavos.

Nada impede que essa redução continue. Mas a tendência inicial, passado este fim de semana, é de estabilidade dos preços, pois a primeira quinzena do mês vai chegando ao fim e a demanda por parte do consumidor final deve refluir, como de hábito.

Porém, ainda que isso se reflita nos preços do frango abatido, dificilmente influenciará os preços da ave viva, pois, como dito acima, a disponibilidade de produto pronto para o abate permanece ajustada.

Dessa forma, o primeiro semestre de 2021 deve ser encerrado com a melhor cotação de todos os tempos. Pena, somente, que isso não signifique lucro, mas apenas acompanhamento dos custos de produção.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink