Emater/RS-Ascar fomenta alternativas à cultura do tabaco em Novo Tiradentes

Tabaco

Emater/RS-Ascar fomenta alternativas à cultura do tabaco em Novo Tiradentes

Com objetivo de estimular a produção de alimentos para subsistência e fomentar a comercialização dos produtos excedentes para os mercados institucionais
Por:
142 acessos

Com objetivo de estimular a produção de alimentos para subsistência e fomentar a comercialização dos produtos excedentes para os mercados institucionais, a equipe do Escritório Municipal da Emater/RS-Ascar de Novo Tiradentes vem desenvolvendo atividades de planejamento e visitas técnicas de orientação e acompanhamento às famílias do meio rural do município.

A família Da Cruz, residente na Linha São Paulo, está recebendo orientação técnica desde o mês de junho do ano passado, quando procurou a equipe da Emater/RS-Ascar e manifestou interesse em diminuir o plantio da cultura do tabaco e investir em outra atividade para geração de renda. "Conforme o desejo da família, sugerimos a produção de hortaliças, por ser uma atividade de retorno financeiro rápido e que pode ser conciliada com a cultura do tabaco. O investimento nesta atividade aconteceu através do acesso ao crédito, via Pronaf Mais Alimentos, onde foram adquiridos materiais para construção de estufa plástica, cisterna para captação de água da chuva e insumos para correção do solo e produção das hortaliças", comentou o técnico em agropecuária da Emater/RS-Ascar, Renato Kreitmaier.

Até o momento, a família Da Cruz já produz uma ampla diversidade de alimentos, que atende o consumo interno, e o excedente dos produtos é comercializado para o Programa Nacional da Alimentação Escolar (Pnae). "É uma satisfação ver a mesa cheia de produtos naturais, sem aplicação de agrotóxicos e com excelente qualidade", exclamou a agricultora, Bernadete Da Cruz.

A família Da Cruz faz parte do Programa Socioassistencial e está inserida no Programa Gestão Sustentável da Agricultura Familiar, executado pela Emater/RS-Ascar em todo o Estado. De acordo com o engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar, Luciano Schievenin, outras ações envolvendo a família estão sendo realizadas para fomentar a produção de alimentos e estimular o desenvolvimento da atividade. "Estamos utilizando uma nova ferramenta de planejamento para calendarizar as culturas, chamada de ?Hortifácil?, que permite planejar e prever as épocas de semeadura e plantio, além da quantidade que será produzida para venda. Esta ferramenta foi apresentada pelo assistente técnico da Emater, Carlos Roberto Olczevski, e está sendo utilizada pela família", explicou Schievenin.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink