Embrapa inicia o primeiro sequenciamento do genoma de peixes
CI
Agronegócio

Embrapa inicia o primeiro sequenciamento do genoma de peixes

Tambaqui e cachara serão as primeiras espécies brasileiras de peixe a terem seu genoma sequenciado
Por:
Tambaqui (Colossoma macropomum) e cachara (Pseudoplatystoma reticulatum) serão as primeiras espécies brasileiras de peixe a terem seu genoma sequenciado. O trabalho se dará na segunda edição do Projeto Rede Genômica Animal da Embrapa, que já promoveu importantes avanços no sequenciamento genético de espécies bovinas, suínas e de aves.

A próxima edição do Projeto irá incluir o sequenciamento de caprinos e peixes. Parte dos trabalhos começará em março de 2012 por meio de apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

O Projeto Rede Genômica Animal continuará sob a coordenação do geneticista Alexandre Rodrigues Caetano, pesquisador da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, em Brasília (DF). O sequenciamento dos peixes se dará no âmbito de quatro planos de ação do Projeto que serão liderados por pesquisadores da unidade de Brasília e também da Embrapa Pesca e Aquicultura, sediada em Palmas(TO).


O sequenciamento do cachara ficará sob a coordenação de Caetano e dos pesquisadores da Embrapa Pesca e Aquicultura, Anderson Luís Alves e Luciana Villela. A pesquisa com o tambaqui estará a cargo de Eduardo Souza Varela, da unidade de Palmas, e Samuel Rezende Paiva, de Brasília.

"Tambaqui e cachara são espécies de grande importância comercial para o Brasil", colocou Anderson Alves ressaltando que o sequenciamento do genoma no exterior tem possibilitado aprimorar o melhoramento genético de espécies de peixes o que se traduz em ganhos de produtividade. É o caso da tilápia (
Oreochromis niloticus) e do salmão do atlântico (Salmo salar).

Entre as possibilidades do trabalho, segundo explica o pesquisador, está a identificação de genes importantes como aqueles responsáveis pelo crescimento ou pela resistência a doenças, por exemplo. Nesses casos, será possível selecionar exemplares com melhor perfil genético que cresçam mais e sejam menos vulneráveis a enfermidades.

Híbridos e banco de germoplasma - Outro avanço promovido por essa pesquisa será o levantamento do grau de hibridização que envolve essas espécies. "Tanto o tambaqui como o cachara foram submetidos em cativeiro a diversos cruzamentos com outras espécies, e hoje esses híbridos já são encontrados na natureza", assinalou Alves.


Com o sequenciamento, o pesquisador espera desenvolver uma plataforma de genotipagem capaz de identificar exemplares puros e híbridos na natureza e em plantéis de reprodutores. O Projeto ainda ajudará a iniciar o banco de germoplasma de peixes da Embrapa, que será montado na unidade de Palmas.

Será a primeira vez que o Brasil sequenciará genomas de peixes. O primeiro pescado a ter o genoma sequenciado no país foi o camarão do Pacífico (Litopenaeus vannamei) executado no início da década de 2000 e financiado pela Associação Brasileira de Criadores de Camarão (ABCC), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Ministério da Agricultura e Abastecimento e governo do Estado do Rio Grande do Norte.


Mais informações: http://www.macroprograma1.cnptia.embrapa.br/GenomicaAnimal

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.