EmbrapaPecuária Sul tem novo articulador internacional
CI
Agronegócio

EmbrapaPecuária Sul tem novo articulador internacional

Opesquisador Alessandro Minho foi designado pela Chefia da Embrapa Pecuária Sulpara como novo articulador internacional da Unidade
Por:
Opesquisador Alessandro Minho foi designado pela Chefia da Embrapa Pecuária Sulpara como novo articulador internacional da Unidade. O objetivo desta função éintermediar as relações entre os pesquisadores da Unidade e a Secretaria deRelações Internacionais (SRI) da Embrapa. Minho substitui o pesquisadorFernando Cardoso na função.


Todasas possibilidades de parceria entre pesquisadores e instituições do exteriordeverão ser comunicadas ao novo articulador internacional da Unidade. Asdemandas recebidas são repassadas para a SRI e a Assessoria Jurídica (AJU),para que sejam verificadas compatibilidades e formalizações de parcerias.

Outrafunção importante do articulador internacional é acompanhar a publicação deeditais de projetos internacionais, repassando novas oportunidades definanciamento de projetos de pesquisa para a Unidade.

Eventono Uruguai - Com o objetivo de realizar comparações entretrabalhos científicos na área de Sanidade Animal, foi realizado entre os dias 9 e 12 de julho, no Instituto Nacional de Investigacion Agropecuária- INIA, emTacuarembó, Uruguai, o Treinamento sobre Revisões Sistemáticas e Meta Análisede trabalhos científicos já publicados. O pesquisador da Embrapa Pecuária SulAlessandro Minho participou da atividade juntamente com 20 pesquisadores deoutras instituições.


Segundoele, a ferramenta, que usa como base o software Stata, vai possibilitarcomparar variações entre trabalhos publicados sobre vacinas, princípios ativose medicamentos da área da Sanidade Animal e Epidemiologia. “Devemos ressaltarque essa ferramenta também pode ser utilizada para análises de pesquisas emqualquer área de conhecimento, como agricultura de precisão ou nutrição animal”,destaca Minho.

Programascomo este foram inicialmente desenvolvidos para a saúde pública, mas nosúltimos 10 anos vem sendo usado em prol da pesquisa científica. “Este é umprograma mais preciso, pois avalia a qualidade dos trabalhos. Ou seja, se o quequeremos pesquisar é um problema real a ser investigado, e se de fato éinteressante investir mais na área ou não”, explica o pesquisador.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink