Empresa de biológicos compra empresa de tecnologia de aplicação
CI
Imagem: Divulgação
MERCADO

Empresa de biológicos compra empresa de tecnologia de aplicação

As duas empresas já trabalhavam juntas antes da aquisição
Por: -Eliza Maliszewski

Uma notícia sacudiu o mercado nesta quinta-feira (10). A multinacional holandesa de produtos biológicos, Koppert Biological Systems, anunciou a compra da Geocom, com sede em Lençóis Paulista (SP). Esta é pioneira no país em geoprocessamento de imagens e tecnologias de aplicação de biológicos via drones.

A aquisição é considerada estratégica e visa oferecer ao produtor a experiência completa e a aplicação de biológicos de forma especializada, de forma a extrair o máximo do desempenho deles no campo. “Percebemos a necessidade de complementar a qualidade e eficiência de nossos produtos. Já tínhamos uma parceria com a Geocom e, conhecendo a qualidade de seus equipamentos e serviços, optamos pela aquisição”, destacou o diretor industrial da Koppert do Brasil, Danilo Pedrazzoli. 

As duas empresas já trabalhavam juntas antes da aquisição e compartilhavam clientes. “Deixo minha plena confiança de que o legado continua, para perpetuar propósitos e negócios, ampliando ainda mais a cobertura de atendimento, neste segmento que realça o presente e o futuro da agricultura mundial”, ponderou Antonio Donizeti de Oliveira, um dos sócios da Geocom.

No Brasil o mercado de produtos biológicos movimentou R$ 930 milhões (US$ 237 milhões) na safra 2019/20, com incremento de 46% em reais. A área potencial tratada cresceu 23%, para 19,4 milhões de hectares. A soja é a cultura com maior relevância nesse mercado (59% da área total tratada), seguida por cana (27%) e algodão (6%). Milho, café, feijão e uma ampla cesta de hortifrútis vêm na sequência. Também em termos de área tratada, os produtos com maior procura são os bioinseticidas (41%), bionematicidas (35%) e biofungicidas (24%). Os dados são da Spark Inteligência Estratégica. O Brasil bateu neste ano o recorde de registro de produtos de base biológica, com 76 registros.

Já o mercado de drones deve triplicar até 2023, segundo a Federal Aviation Administration (FAA). Na agricultura o mercado global de drones  deve quadruplicar em cinco anos, saltando de US$ 1,2 bilhão em 2019 para chegar a US$ 4,8 bilhões em 2024. 

A holandesa chegou ao Brasil em 2011 e já fez seis aquisições. Atualmente, conta com duas modernas fábricas: a unidade de microbiológicos, localizada na cidade de Piracicaba, e a de macrobiológicos na vizinha Charqueada, ambas no estado de São Paulo.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink