Empresa de semente do Rio Grande do Sul negocia com o Paraná


Agronegócio

Empresa de semente do Rio Grande do Sul negocia com o Paraná

Por:
3 acessos

Curiosa realidade: a NBN Semente, da Vacaria, no Rio Grande do Sul, já começou a colheita de soja convencional destinada à semear as lavouras da Região Sul. Até o momento, negociou cem toneladas para produtores do Paraná. Para os gaúchos, nada. Isso confirma que, com exceção dos agricultores que têm parceria com cooperativas e empresas para produção de soja convencional ou orgânica, a maioria vai usar sementes modificadas. Não vão, em conseqüência, esperar pelo governo federal, que, no primeiro momento, proibiu os transgênicos na próxima safra.

Enquanto isso, os paranaenses, de olho num filão de mercado na Europa e na Ásia, fazem exatamente o contrário: repetindo o ano passado, devem cobrir 80% de suas lavouras com soja tradicional. É para lá que a NBN e outros sementeiros gaúchos vão dirigir seus caminhões.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink