PESQUISA

Encontrado arroz de 4 mil anos original da Amazônia

Ajudaria a desenvolver cultivares mais adaptáveis que as asiáticas
Por: -Leonardo Gottems
8927 acessos

Há aproximadamente 4.000 anos, agricultores que habitavam a região amazônica descobriram como manipular arroz selvagem para que as plantas pudessem fornecer mais alimento. Foi o que descobriram arqueólogos do Reino Unido e do Brasil, em uma pesquisa promovida pela Universidade de Exeter (Inglaterra) e financiada em parte pelo Conselho Europeu de Pesquisa.

Os pesquisadores encontraram evidências de que os antigos habitantes sul-americanos aprenderam a cultivar maiores áreas de arroz usando variedades de grãos adaptados para a região. Eles imaginam que essa experiência pode ter sido perdida após 1492, quando os europeus chegaram e a população indígena foi dizimada, de acordo com o estudo publicado na revista Nature.

A evidência do sucesso dos primeiros produtores de arroz nas vastas zonas úmidas perto do rio Guaporé, no estado de Rondônia, poderia ajudar os agricultores da atualidade. Com as amostras encontradas seria possível desenvolver cultivares de arroz menos suscetíveis à doenças e mais adaptáveis aos efeitos das mudanças climáticas do que as variedades de origem asiática que são usadas atualmente.

Os arqueólogos analisaram 16 amostras de plantas microscópicas de dez períodos diferentes encontrados durante escavações conduzidas no ano 2014 pela Universidade de São Paulo no sudoeste da Amazônia. Foram encontrados pedaços microscópicos de sílica em um nível de solo que sugere que o arroz começou a desempenhar um papel mais preponderante na dieta de pessoas que viviam na área, o que levou ao aumento do cultivo do cereal com o passar do tempo.

As mudanças na proporção de restos de casca, folha e caule encontrados em diferentes níveis do solo também sugerem que os residentes da Amazônia se tornaram agricultores mais eficientes ao longo do tempo, produzindo mais grãos e menos folhas. O arroz cultivado, Oryza sp, também se tornou maior ao longo do tempo em comparação com o arroz selvagem cultivado pela primeira vez pelos sul-americanos.

“Este é o primeiro estudo a identificar quando o arroz selvagem começou a ser cultivado para a alimentação na América do Sul. Nós descobrimos que as pessoas estavam produzindo sementes cada vez maiores. Mesmo que eles também estivessem comendo plantas selvagens e domésticas, incluindo milho, palmeiras e abóbora, o arroz selvagem era um alimento importante, e as pessoas começaram a cultivá-lo nas margens do rio”, afirmou o professor que liderou a pesquisa, José Iriarte, da Universidade de Exeter.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink