Encontro de produtores fortalece agricultura familiar mineira

Agronegócio

Encontro de produtores fortalece agricultura familiar mineira

Duzentas pessoas participaram do evento que abordou temas como modificação do meio ambiente, produção agrícola para o biodiesel, Arranjo Produtivo Local (APL) de Biodiesel e Óleos Vegetais
Por:
255 acessos

O Encontro de Oleaginosas realizado esta semana em Montes Claros serviu para dar informações necessárias sobre colheita e produção de mamona, girassol e algodão aos produtores do Norte de Minas. As sementes são matérias-primas necessárias para abastecimento da Usina de Biodiesel da Petrobras, inaugurada no início do ano. Uma grande oportunidade de geração de trabalho e renda para milhares de famílias da região. Cerca de duzentas pessoas participaram do evento que abordou temas como modificação do meio ambiente, produção agrícola para o biodiesel, Arranjo Produtivo Local (APL) de Biodiesel e Óleos Vegetais sob responsabilidade do coordenador do Programa Estadual de Energia, Marcelo Franco.

Segundo o secretário municipal de Agropecuária e Abastecimento, Roberto Amaral, esse é um dos programas de safra agrícola que deve começar em agosto de 2009 e terminar em julho de 2010. O programa conta com a parceria de grandes grupos como Bancos do Brasil e do Nordeste, Centro de Inovação em Bioenergia do Estado de Minas Gerais, Cooperativa Grande Sertão, Emater-MG e Petrobras. Dados da Secretaria Municipal de Agropecuária e Abastecimento mostram que Montes Claros possui entre 3 e 5 mil produtores que pretendem trabalhar com oleaginosas, aumentando a renda familiar e abastecendo a Usina de Biodiesel.

O produtor rural Manoel Veloso do distrito de Nova Esperança disse que está confiante com a produção de oleaginosas. “Tem mais de 30 anos que trabalho na área rural, no cultivo de hortaliças, um investimento mensal que chega a R$ 1,5 mil e com o incentivo das oleaginosas a expectativa é que este número aumente para uns R$ 5 mil ou mais”.

Resultados

O principal resultado do Encontro foi a mobilização dos produtores rurais e de lideranças devido às oportunidades geradas com a instalação da Usina de Biodiesel da Petrobras. Foram apontados os principais desafios a serem superados e as contribuições das diversas instituições participantes do Encontro para consolidação da cadeia produtiva.

Existe uma grande demanda por insumos (plantas oleaginosas) para suprir a Usina da Petrobras. Para isso a empresa oferece aos produtores rurais sementes, assistência técnica e contratos de até cinco anos com garantia de compra e política de preços definida. Os principais desafios a serem superados no setor agrícola são a organização da produção, a logística de transporte e armazenamento e o acesso ao crédito.

A atuação local da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes) é no sentido de apoiar a consolidação da cadeia produtiva por meio do escritório do APL de Biodiesel e Óleos Vegetais em parceria com a Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) e com a Prefeitura de Montes Claros. O escritório terá papel fundamental na disseminação de informações relacionadas ao APL e na identificação das principais dificuldades encontradas pelos diversos agentes do setor. O Núcleo de Inteligência Competitiva (NIC) em Bioenergia, localizado na Sectes, em Belo Horizonte, apoiará o escritório do APL de Biodiesel e Óleos Vegetais por meio da coleta, análise e disponibilização de dados e informações estratégicas para todos os elos da cadeia produtiva.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink