Agronegócio

Escassez de trigo na América do Sul vai aumentar preço em 10%?

De acordo com Sid Love, analista da consultoria Kropf and Love
Por: -Leonardo Gottems
2773 acessos


De acordo com Sid Love, analista de mercado da consultoria Kropf and Love (Overland Park, Kansas/EUA), a escassez na produção de trigo na América do Sul vai continuar por um bom tempo, beneficiando produtores de outros lugares do mundo. A previsão de Love é de que os preços do grão de inverno vão crescer até 10% junto com a desenvoltura da colheita norte-americana de milho.

 
"Eu acredito que o preço do trigo vai superar US$ 8. Mas não deve passar de US$ 10. A chave agora será a colheita de milho nos Estados Unidos. É a chave para tudo (na América do Norte)", revelou o analista do Kansas, maior produtor de trigo dos EUA, em uma entrevista à revista americana Successful Farming. O material foi traduzido pelo Blog
AgroSouth News.com.
 
As projeções sobre a escassez de trigo na América do Sul continuam. A Argentina não está sendo capaz de fornecer trigo para o Brasil devido a excessivas amarras governamentais e recentes geadas. O clima também danificou a cultura no estado do Paraná e no Paraguai, no Brasil.

 
O País já importou quase 2.4 milhões de toneladas de trigo dos Estados Unidos. A razão, de acordo com algumas fontes, é a falta de um grão de qualidade em outros locais, como o Canadá e a Rússia. No Paraguai, os consumidores foram afetados ainda mais do que no Brasil, com altas de mais de 15% no preço do pão nas padarias.

 
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink