Estado aprova lei de ovos sem gaiola
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,692 (-0,27%)
| Dólar (compra) R$ 5,47 (1,26%)

Imagem: Marcel Oliveira

BEM-ESTAR

Estado aprova lei de ovos sem gaiola

Todos os ovos produzidos terão que ser de galinhas livres
Por: -Eliza Maliszewski
492 acessos

O estado norte-americano do Colorado aprovou uma lei que proíbe produção e venda de ovos de galinhas criadas em gaiolas. Nos Estados Unidos outros sete estados (Califórnia, Oregon, Washington,  Massachusetts ,  Rhode Island  e  Michigan)  já têm leis de ovos livres de gaiolas. 

A medida foi tomada por pressão de ativistas dos direitos dos animais, a World Animal Protection. Caso a lei não fosse implantada eles ameaçaram que adotariam medidas para que os produtores de ovos fossem obrigados a fazer a transição para a produção livre de gaiolas até o final de 2021. Com a lei o fim do confinamento será a partir de 1º de janeiro de 2023, assim como o início da proibição de vender ovos fora desse padrão.

A lei irá evoluindo gradualmente. A partir de 1º de janeiro de 2025, as galinhas em sistemas de compartimento sem gaiola devem ter pelo menos um metro quadrado de espaço útil por galinha, se as galinhas tiverem acesso irrestrito ao espaço vertical, ou um metro e meio quadrado de espaço útil por galinha se as galinhas não tiverem acesso irrestrito ao espaço vertical.

A nova legislação preocupou a indústria animal. Muitos temem ter que jogar fora os ovos produzidos ou não conseguir se adequar a nova exigência estrutural.


 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink