Etanol de milho: FS Bioenergia vai duplicar a usina de Lucas do Rio Verde

Etanol de milho

Etanol de milho: FS Bioenergia vai duplicar a usina de Lucas do Rio Verde

Com a ampliação da planta, a previsão é que sejam moídas 1 milhão e 300 mil toneladas de milho por ano
Por:
1149 acessos

A FS Bioenergia, a primeira usina de etanol de milho do Brasil, anuncia a duplicação da planta de Lucas do Rio Verde (MT). Com obras já iniciadas, a companhia realizará um investimento de R$350 milhões, gerando 720 empregos diretos e indiretos na ampliação. A planta, inaugurada em agosto de 2017, vem apresentando bons resultados e desenvolvimento, e vem surpreendendo positivamente tanto nas vendas de DDGS e etanol quanto na distribuição dos mesmos.

“Somos pioneiros na produção de etanol 100% do milho no Brasil e estamos extremamente satisfeitos com os resultados que obtivemos desde a inauguração da planta, em agosto de 2017. Com a ampliação da usina poderemos acompanhar a crescente demanda por nossos produtos, além de colaborar ainda mais com o desenvolvimento econômico e social do estado do Mato Grosso e do País”, afirma Henrique Ubrig, presidente da FS Bioenergia

Etanol de milho

Com a ampliação da planta, a previsão é que sejam moídas 1 milhão e 300 mil toneladas de milho por ano, levando a uma produção anual, após o término das obras, de 530 milhões de litros de etanol de milho, 400 mil toneladas de farelo de milho, 15 mil toneladas de óleo de milho e capacidade de cogeração de energia de 132MW/h, suficiente para abastecer uma cidade de cerca de 55 mil habitantes.

Com a produção do farelo de milho, o chamado DDG (grãos secos por destilação, na sigla em inglês), há um aproveitamento de 100% da matéria prima utilizada na planta, tornando-a sustentável, além de rentável em diversas frentes de mercado. Ainda com foco em sustentabilidade e meio ambiente, a FS Bioenegia participará da formação de uma floresta de 30 mil hectares de eucaliptos plantados a fim de assegurar o fornecimento de biomasssa, principal fonte de energia das instalações da companhia.

Tecnologia

A planta conta com equipamentos de última geração, que opera por meio de um circuito fechado. Para trabalhar com essa tecnologia, a FS Bioenergia capacitou todos os funcionários da planta, investindo no desenvolvimento do seu capital humano e agregando valor à mão de obra local. O crescimento da demanda de etanol no Brasil tende a continuar forte neste ano, com uma expectativa de crescimento de 30%, segundo o Banco Pine.  Um reflexo desse cenário é a aprovação do programa RenovaBio, em dezembro do ano passado. Por meio dessa movimentação de mercado, a FS Bioenergia reforça seu compromisso de ajudar a atender à crescente demanda pelo combustível no País e se aproximar ainda mais do principal estado produtor de milho do Brasil.

 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink