EUA pode diminuir milho no combustível e derrubar demanda
CI
Imagem: Divulgação
FATOR DE BAIXA

EUA pode diminuir milho no combustível e derrubar demanda

Grandes perdedores seriam os produtores de milho e fabricantes de etanol
Por: -Leonardo Gottems

O governo Joe Biden está considerando diminuir sensivelmente a quantidade de milho na mistura de biocombustíveis nos Estados Unidos. De acordo com documento revelado pela agência de notícias Reuters, a Agência de Proteção Ambiental (EPA, na sigla em inglês), a alteração visa reestruturar toda a política de biocombustíveis do país.

A redução de milho na mistura para 2020 e 2021 impactaria numa baixa para cerca de 17,1 bilhões de galões e 18,6 bilhões de galões, respectivamente. Isso seria inferior ao nível de 20,1 bilhões de galões que foi finalizado para 2020, antes da pandemia do novo coronavírus. Para 2022, a EPA também reduziria a mistura obrigatória em cerca de 20,8 bilhões de galões.

Pesa na decisão o lobby da indústria do petróleo, que foi severamente atingida pela redução da demanda por gasolina durante a pandemia do novo coronavírus. Gigantes como a PBF Energia e CVR Energia, por exemplo, fazem campanha aberta contra o uso de milho nos combustíveis argumentando que a mistura de biocombustíveis é cara.

Mas os grandes perdedores seriam os produtores de milho e fabricantes de etanol, que perderiam um mercado consumidor que já responde por grande parte da demanda do cereal. O etanol seria o mais afetado. Os níveis de combustível renovável convencional, que inclui o etanol, cairiam de 15 bilhões de galões para cerca de 12,5 bilhões de galões em 2020, 13,5 bilhões de galões em 2021 e 14,1 bilhões de galões em 2022, de acordo com o documento.

“Se esses rumores forem verdadeiros, isso seria um retrocesso nos compromissos do presidente… É difícil imaginar qualquer justificativa para o governo fazer tal movimento”, criticou o CEO da Growth Energy, Emily Skor, defensor dos biocombustíveis.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.