Evolução do preço obtido por EUA e Brasil no mercado internacional

MERCADO INTERNACIONAL

Evolução do preço obtido por EUA e Brasil no mercado internacional

Resultados fazem o Índice FAO apresentar variação negativa de 1,85%
Por:
181 acessos

O gráfico abaixo reproduz, com base nos dados da FAO, os preços médios anuais alcançados pela carne de frango exportada pelos EUA e pelo Brasil de 2009 até 2020 (mês de janeiro), comparando-os com o índice de preços da carne de frango da própria FAO (base: 2002/2004 = 100).

A primeira constatação ao se analisar a evolução relativa dos três indicadores é a de que apresentam, no decorrer do tempo, comportamento muito similar, situação explicável pelo fato de Brasil e EUA, como maiores exportadores mundiais, serem os principais formadores do Índice de Preços da FAO para a carne de frango.

Outra constatação é a de que, no período analisado, a carne de frango experimentou significativa valorização até 2014, passando a enfrentar expressivas baixas a partir de 2015.

A propósito, nota-se que – a despeito das várias baixas enfrentadas – só o Brasil entra em 2020 alcançando um preço nominal médio superior ao de 2009. Ou seja: enquanto o produto brasileiro registra incremento de 3,29%, o norte-americano enfrenta queda de 10% (e o menor preço de todo o período analisado). E tais resultados fazem o Índice FAO apresentar variação negativa de 1,85%.

Quanto aos valores nominais alcançados por EUA e Brasil, verifica-se que os preços brasileiros têm sido, na média, 67,5% superiores aos dos EUA, uma diferença explicável pelo tipo de produto exportado pelos dois países – frango inteiro e cortes específicos de frango, no caso brasileiro; essencialmente coxa e sobrecoxa no caso norte-americano.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink