Exportação de carne de frango do Brasil cai 9,5% em março, diz ABPA

Carne

Exportação de carne de frango do Brasil cai 9,5% em março, diz ABPA

Exportações brasileiras de carne de frango alcançaram 340,5 mil toneladas em março
Por:
57 acessos

As exportações brasileiras de carne de frango, entre in natura e processados, alcançaram 340,5 mil toneladas em março, queda de 9,5 por cento na comparação anual, conforme dados divulgados nesta segunda-feira pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

“Apesar de inferior ao mesmo período do ano passado, o volume de exportações de março é superior ao saldo de fevereiro deste ano, e mostra o ritmo de crescimento das exportações mês a mês. Neste contexto, o preço médio geral de março foi 5,5 por cento superior ao mesmo período do ano passado, impulsionado especialmente pelas vendas do Oriente Médio e Ásia”, ponderou o presidente da ABPA, Francisco Turra.

Em fevereiro, o país, o maior exportador global da proteína, embarcou 316,9 mil toneladas.

Em receita, as vendas em março de carne de frango totalizaram 564,8 milhões de dólares, 4,1 por cento abaixo de igual mês de 2018.

No primeiro trimestre acumulado, as exportações somam 939,3 mil toneladas (-7,6 por cento na comparação anual), com receita de 1,54 bilhão de dólares (-3,8 por cento).

Líder entre os importadores de carne de frango do Brasil, a China incrementou suas compras em março, chegando a 41,7 mil toneladas (+2 por cento), enquanto os Emirados Árabes Unidos também aumentaram as importações, para 36,3 mil toneladas (+23 por cento).

“Além da consolidação da China como principal destino da carne de frango brasileira, a forte elevação das vendas para os Emirados Árabes indicam a sustentação do fluxo de produtos halal no Oriente Médio”, avaliou em nota o diretor-executivo da ABPA, Ricardo Santin.

O Catar também aumentou as compras em 40 por cento, para 7,4 mil toneladas.

Confira a tabela com os principais importadores de carne de frango do Brasil em março.

Posição país importador volume (MIL T) SHARE (%)

1 China 41,735 12,5%

2 Arábia saudita 38,338 11,4%

3 Emirados Árabes 36,335 10,8%

4 Japão 35,193 10,5%

5 África do sul 27,339 8,2%

6 União Europeia 20,361 6,1%

7 Hong Kong 17,106 5,1%

8 Iêmen 10,276 3,1%

9 Kuweit 9,405 2,8%

10 Coreia do sul 8,470 2,5%


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink