Exportação de suínos em MS apresenta queda, mas fim do embargo pode mudar
CI
Agronegócio

Exportação de suínos em MS apresenta queda, mas fim do embargo pode mudar

Expectativa para os próximos meses é de melhora da crise
Por:
A liberação do embargo argentino à carne suína brasileira, anunciada no início de julho desse ano, deve trazer reflexos na exportação do produto em Mato Grosso do Sul. O mês de junho apresentou queda de 45,4% na receita em relação a maio, caindo de US$ 4,3 milhões de dólares para US$ 2,3 milhões de dólares. O Estado embarcou 911 toneladas, uma diminuição de 5,73% sobre 967 toneladas exportadas em junho de 2011 e uma retração de 20% do valor negociado.


Segundo avaliação da Federação de Agricultura e Pecuária de MS (Famasul), o resultado é reflexo da baixa demanda externa e aumento de abates dos animais. “Até o final de junho, os mercados com a Rússia, África do Sul, Albânia e principalmente a Argentina, um dos maiores compradores, estavam suspensos. Em junho também obtivemos maior oferta de animais para o abate, o que também dificultou o escoamento e baixou os preços”. analisa Adriana Mascarenhas, economista e assessora técnica da Famasul.

O aumento de abates de animais foi de 14,51%, subindo de 85,9 mil animais ofertados em junho de 2011 para 98,3 mil em junho desse ano. No acumulado de 2012, o crescimento é de 14,7%. “O que preocupa, diante desse aumento, é o custo de produção. Os preços altos da soja e milho impactam na ração e isso vem diminuindo a margem de lucro do produtor”, aponta Adriana.


A expectativa para os próximos meses é de melhora da crise no setor. “A Argentina voltou a comprar em julho, após a liberação do embargo às carnes suínas brasileiras. Isso vai refletir já no final de julho”, aponta. O país vizinho era, até fevereiro deste ano, quando adotou a restrição, o quarto maior comprador da carne suína do Brasil. De 3,5 mil toneladas, passou a comprar apenas 500 toneladas. No total, 75% do que era produzido no Brasil, era vendido diretamente para a Argentina.

As informações sobre abate, exportação e preços da suinocultura, bovinocultura e avicultura relativos ao mês de março estão disponíveis no Boletim Casa Rural, que agrega ainda informações sobre agricultura. O Boletim pode ser acessado no site da Famasul.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink