Exportações de algodão do Brasil deverão crescer 24% em 2017/18, diz adido dos EUA
CME MILHO (SET/20) US$ 3,250 (3,31%)
| Dólar (compra) R$ 5,37 (-1,57%)


Algodão

Exportações de algodão do Brasil deverão crescer 24% em 2017/18, diz adido dos EUA

A alta ocorre em meio a um cenário de maior demanda global
Por:
220 acessos

As exportações de algodão do Brasil na safra 2017/18 deverão crescer 24 por cento ante a temporada passada, estimou o adido agrícola dos Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês) nesta sexta-feira. A alta ocorre em meio a um cenário de maior demanda global e melhora na qualidade do produto ofertado pelo Brasil, disse o representante agrícola dos EUA, que também projetou um leve aumento na demanda doméstica.

O adido também estimou que a área de algodão no Brasil na safra 2017/18 deverá crescer 15 por cento ante o ano anterior, para 1,08 milhão de hectares, segundo nota. A maior área plantada é resultado da expectativa por melhores preços e da decisão de produtores de destinar áreas originalmente usadas para milho da segunda safra para a produção de algodão, devido aos melhores retornos. A produção também deverá registrar alta de 10 por cento, para 7,73 milhões de fardos, segundo o adido.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink