Exportações de carne aumentaram 54%
CI
Agronegócio

Exportações de carne aumentaram 54%

Por:

As exportações brasileiras de carne bovina aumentaram 54% nos quatro primeiros meses do ano e atingiram US$ 666,931 milhões, em relação aos US$ 430,668 milhões registrados em idêntico período de 2003.

Apenas no mês de abril, os embarques de carne proporcionaram receita de US$ 184 milhões, 65% a mais em relação a 2003, o melhor desempenho dos frigoríficos exportadores em abril, diz Marcus Vinícius Pratini de Moraes, presidente da Associação Brasileiras das Indústrias Exportadoras de Carne Industrializada (Abiec). Em relação aos volumes embarcados, o aumento foi de 19,5% no quadrimestre, para 526,1 mil toneladas, e de 25,7% em abril, ou 142,4 mil toneladas, informa a Abiec.

A expectativa dos exportadores é de que em 2004 as exportações de carne bovina aumentem 15% em volume, segundo informa o presidente da Abiec.

O volume embarcado só não foi maior em abril, segundo Pratini, porque faltou contêineres frigorificados. "Atualmente existem cinco mil contêineres parados em Hong Cong", afirma. Com o aumento das vendas para os mercados asiáticos além do aumento expressivo dos fretes marítimos, ocorreram dificuldades de logística, como a atual falta de contêineres. "O problema não ocorre apenas no Brasil."

Elevação

De acordo com os dados da Abiec, alguns países registraram expressivos aumentos de importação de carne bovina brasileira em abril, prin-cipalmente o Egito, com 119%; Alemanha, 110%; Chile, 60%; Hong Cong, 55%; Holanda, 48%; e a Venezuela, "que importou o equivalente a US$ 4 milhões neste ano e no mesmo período de 2003 as compras haviam totalizado apenas US$ 9 mil", segundo informou Pratini de Moraes.

Atualmente as indústrias exportadoras brasileiras estão efetuados primeiros contatos com empresários da Indonésia - país asiático com população de 240 milhões de habitantes - para viabilizar as exportações diretas de carne bovina. Segundo informa Pratini, os indonésios já consomem a carne bovina brasileira, mas as compras vêm por meio de importadores de Cingapura. "Estamos apenas iniciando os trabalhos", afirma.

Missão chinesa

A Abiec vai participar da missão brasileira que visitará a China nos dias 24 a 28 de maio. O presidente Lula estará no país asiático acompanhado de representantes da iniciativa privada e os exportadores de carne bovina estarão presentes, diz Pratini.

As exportações para os chineses ainda estão começando embora os acordos sanitários entre os dois países já tenham sido formalizados há dois anos. "Fizemos uma exportação piloto, mas o objetivo é incrementar os volumes", afirma. A expectativa é grande porque os chineses já consomem a carne brasileira, mas adquirida via Hong Cong. Um indício de que a aceitação pela carne bovina aumenta na China - país cujo consumo de carne se concentra em suínos e aves - é o número de estabelecimentos com o nome de churrascarias brasileiras, que já atinge 400 restaurantes.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink