Exportações de carne suína crescem 47%
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,094 (1,19%)
| Dólar (compra) R$ 5,61 (0,12%)

Imagem: Pixabay

EMBARQUES

Exportações de carne suína crescem 47%

Volume em julho totalizou 100,4 mil toneladas, uma alta significativa
Por: -Eliza Maliszewski
126 acessos

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) divulgou os números referentes às exportações de julho de carne suína. Considerando in natura e processados foram embarcadas 100,4 mil toneladas. O volume em vendas é 47,9% maior do que o mesmo período do ano passado.Em receita, o saldo total de julho chegou a US$ 203,1 milhões, número 37,3% superior ao registrado em julho de 2019.

No acumulado de janeiro a julho as vendas foram 38,7% maiores, somando 579,9 mil toneladas.  Em receita cambial, a alta chega a 49,9%, com US$ 1,279 bilhão, contra US$ 853,5 milhões nos sete primeiros meses do ano passado.

A China segue sendo o maior comprador, com 282,1 mil toneladas. Isso representa uma alta de 143%. Na sequência vem Hong Kong, com 107,7 mil toneladas (+17%), Cingapura, com 32,9 mil toneladas (+49%) e Vietnã, com 16,9 mil toneladas (+90%). O continente asiático como um todo teve alta de 82,9%, em comparação com o mesmo período do ano passado. O volume foi de 456 mil toneladas.

“Este é um comportamento consistente no mercado asiático, que deve perdurar ao longo dos próximos meses.  As lacunas deixadas pela Peste Suína Africana nos países asiáticos ainda impactam a demanda local por produtos importados, e o Brasil está consolidado como um fornecedor confiável para a região”, analisa Francisco Turra, presidente da ABPA.
 

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink